Agora faz sentido aquela notícia sobre os divórcios terem aumentado na China: