O piloto da Williams e vice-campeão mundial, Felipe Massa encerrou sua jornada na
Fórmula 1, depois de 15 anos de história na categoria. O piloto da Williams, que
havia anunciado aposentadoria no ano passado, explicou que chegou a correr por
mais uma temporada a pedido da montadora. No entanto, desta vez, o adeus é
definitivo.

É a primeira vez desde 1969 a Fórmula 1 não terá nenhum piloto brasileiro no grid
de largada no ano que vem.

Para os amantes do automobilismo é uma grande surpresa não ter nenhum
representante do nosso país na topo.

Não chega a ser uma situação inesperada, mas também não é irreversível.
Mas a temporada 2017 trouxe resultados que pedem atenção a um grupo de jovens
pilotos talentosos e um deles é um representante gaúcho.

Matheus Leist, natural de Novo Hamburgo, vem do kart e aos 19 anos, ele será piloto da
A.J. Foyt na próxima temporada da Fórmula Indy, onde o seu companheiro de
equipe vai ser nada menos que o mito do automobilismo Tony Kanaan.
Ele será o mais jovem piloto no grid na temporada 2018 da Indy. Além disso tudo,
Matheus vem acumulando vários títulos inéditos, Campeão da F-3 Inglesa em 2016
e destaque na Indy Lights em 2017, vencedor das 100 Milhas de Indianápolis, prova
mais importante da categoria de acesso à Indy.
Com pouca idade, Matheus tem títulos de dar inveja para muitos pilotos mais velhos
e mais, ele é uma das promessas do automobilismo mundial, inclusive para estar
nos próximos anos na Fórmula 1 e ele está participando de uma votação para ver
qual piloto de até 30 anos de idade pode ser o próximo representante a levantar a
bandeira do Brasil na maior categoria do automobilismo.
Clique nesse link para mostrar que um gaúcho é a grande promessa do Brasil na Fórmula 1.
Imaginem que honra que seria para o nosso estado!
ACELERA MATHEUS, OS GAÚCHOS ESTÃO CONTIGO!