O artista Ernesto Rodriguez, da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, provocou protestos de defensores dos animais ao tatuar sua cadela pit bull. A cachorra Duchess, de cinco meses, teve um desenho marcado em sua barriga.

A polêmica começou quando Ernesto publicou uma foto da tatuagem no Facebook. O sujeito defendeu sua atitude afirmando que o objetivo era a identificação, como ocorre com vacas e cavalos.

Conforme o “The Latin Times“, não foi encontrada nenhuma irregularidade na tatuagem canina. Duchess estava sedada e com a região em torno da tatuagem anestesiada durante o procedimento. Além disso, tatuar um animal de estimação não é considerado crime.

Falta saber se a cachorra aprovou o desenho.

Comentários facilitados: para quem ainda não percebeu, o blog não está mais exigindo cadastro para comentar. Deixe sua opinião!

Twitter: receba as atualizações do blog. Sigam-nos os bons no @crespani