Às vezes, coisas que parecem não ter mais utilidade alguma, podem ser usadas para alegrar inúmeras pessoas. Como no caso dos diversos idosos que são agraciados com flores que, outrora, seriam jogadas no lixo.

No Brasil, há aproximadamente cinco anos, quem tomou a iniciativa foi a florista Helena Lunardelli. Ela enfrentava em sua vida um momento difícil, e procurava algo que pudesse fazer pelas outras pessoas, que consequentemente a fizesse se sentir bem novamente consigo mesma.

Assim como aconteceu em algum momento com todos nós, Helena sempre ouviu em finais de festas as pessoas lamentando o fato de buques tão lindos serem desperdiçados. Foi quando ela encontrou a resposta para o que estava procurando. Ela decidiu redistribuir estas flores para diferentes asilos e fazer a alegria dos idosos, que sempre a recebem com um sorriso no rosto.

flor3

Mas ela não está sozinha, a ONG de Helena, chamada Flor Gentil, possui mais de dois mil voluntários. Quinzenalmente ela e sua equipe visitam 26 casas de repouso e recebem doações de 348 distribuidores (floristas, pessoas físicas, bufetes e outros).

flor

Em Porto Alegre o projeto ainda está em crescimento, atuando há apenas 7 meses, a ONG “Flor Faz Bem”necessita de mais voluntários. Jaqueline e sua sócia, Cláudia Bopp, muitas vezes precisam buscar as flores, preparar os arranjos e realizar as entregas. Se mais pessoas abraçassem a causa, o resultado seria muito melhor. Para entrar em contato com elas, é só enviar e-mail para: contato@eutenhovisto.com

flor2

A ALEGRIA EM PODER AJUDAR OUTRAS PESSOAS É MAIOR DO QUE QUALQUER BEM MATERIAL. SEJA VOLUNTÁRIO. SUAS ATITUDES, POR MENORES QUE SEJAM, PODEM MELHORAR A VIDA DE MUITAS PESSOAS!