Não há lugar como o nosso lar, dizia Dorothy do Mágico de OZ. E não há mesmo lugar como o lar de Zeng Lijun, de 33 anos, que mora há seis anos com sua família – esposa e filho de 14 meses – em um banheiro público na cidade de Shenyang, na China.

O local tem 20 metros quadrados. As funções “escatológicas” estão, claro, desativadas, mas mictórios e latrinas dividem espaço na decoração.

Conforme o “La Tercera“, Zeng paga cerca de R$ 2 mil anuais para morar no banheiro. Para manter a família, trabalho como chaveiro, sapateiro e engraxate. Embora possa imaginar-se o contrário, o homem se diz satisfeito com sua casa, afirmando estar melhor agora do que quando vivia no campo.

O bom é que não precisa levantar da cama de madrugada para ir ao banheiro. Afinal, já está lá.

Comentários facilitados: para quem ainda não percebeu, o blog não está mais exigindo cadastro para comentar. Deixe sua opinião!

Twitter: receba as atualizações do blog. Sigam-nos os bons!
@crespani
@mundoidao