Não sei se a vida está fácil, mas certamente está duradoura na Grã-Bretanha. Um levantamento oficial do escritório nacional de estatísticas indica que um terço dos bebês nascidos em 2012 na região viverá até 100 anos.

Parece que aquela expressão “vida longa ao rei” lá também se aplica à plebe. Conforme o “Telegraph“, a projeção de mortalidade aponta ainda mais chances para mulheres do que para homens de alcançarem o 100º aniversário.

Vai faltar combustível para tanta velhinha na hora do chá.

Comentários facilitados: para quem ainda não percebeu, o blog não está mais exigindo cadastro para comentar. Deixe sua opinião!

Twitter: receba as atualizações do blog. Sigam-nos os bons!
@crespani
@mundoidao