Dizem que uma mulher só já é incomodação suficiente. Pois um cidadão da Arábia Saudita estourou a cota.  As autoridades na província de Jizan estão investigando um integrante da polícia religiosa saudita acusado de ter seis esposas, quando a lei permite no máximo quatro – só?!

Segundo o jornal saudita al-Watan, o homem de 56 anos foi preso na província de Jizan, perto da fronteira com o Iêmen. O jornal afirma que três das esposas são sauditas e as outras três, iemenitas.

O acusado negou que todas elas sejam suas esposas – ele afirmou que se divorciou de duas delas e é casado apenas com as quatro permitidas por lei- ah, bom.

Postado por Guilherme Neves