Fetiche por pernas muitos homens têm. Mas a engenhosidade do britânico Raymond Rowland, de 41 anos, nem sempre. Ele é acusado de filmar os cambitos de aproximadamente cem mulheres em estacionamentos de supermercados, com uma visão privilegiada. Como ele conseguiu?

Raymond fazia de conta que seu carro estava com problemas e pedia às vítimas que acelerassem o veículo enquanto ele dava uma conferida no motor. As mais solicitas, sem saber, eram filmadas enquanto faziam o favorzinho por uma câmera estrategicamente instalada perto da embreagem, só na panorâmica.

Alertada por uma das vítimas do tarado do pedal, a Polícia descobriu a casa do britânico na localidade de Torquay (Devon) e encontrou as filmagens.

No interrogatório, o homem alegou que não causou danos a ninguém e que seu ato era totalmente %22inocente%22.

A polícia não deu mole. Ele foi detido sob acusação de voyeurismo. A justiça, no entanto… ele escapou de ser condenado porque, para que seus atos fossem considerados delitos, ele teria que ter feito as filmagens num lugar privado, como uma cabine ou um banheiro.

Ainda assim, por conta do %22comportamento anti-social%22 do tarado, o juiz proibiu-o de tirar fotos de mulheres sem sua prévia autorização pelos próximos dez anos, sob pena de ser condenado a seis meses de prisão e ao pagamento de uma multa de € 7.500.

As autoridades municipais espalharam cartazes nos parques de todo o condado, nos quais alertam as mulheres para que tenham cuidado com pessoas com fetiches do tipo.

Postado por Guilherme Neves