Todo mundo adora uma fantasia certo? Vampiros, lobisomens, fadas, bruxos, feiticeiros, dragões… enfim, são tantas opções para escolhermos que ficamos perdidos; os livros apenas contribuem ainda mais para esse mundo fictício, trazendo diversos mundos diferentes para conhecermos.

E, pensando nessa categoria tão amada por todos decidimos trazer para vocês 6 sagas de fantasias para vocês conhecerem.

tog2

Confira 6 sagas de fantasia para você conhecer:

1. A Rainha Vermelha:

a rainha vermelhaMare Barrow mora em um mundo dividido pelo sangue: o vermelho e o prateado; os prateados são as pessoas que possuem poderes sobrenaturais e que portanto, acabam fazendo parte da elite e dos mais ricos; os vermelhos são os plebeus e humildes que não possuem poder algum e que por isso sempre tiveram o fardo de servir os prateados. Mare Barrow tem sangue vermelho e sempre precisou lutar para sobreviver, porém tudo muda quando ela descobre que tem poderes nos quais não deveria possuir, pois afinal, Mare tem sangue vermelho.

Com uma saga cheia de poderes como fogo, água, eletricidade e controle de mentes, A Rainha Vermelha oferece uma história fantasiosa com muitas cenas de ação e política, além de conter um pouco de romance conforme os livros vão se desenvolvendo. Com climas de guerra e conflitos, com jogos de poder e muita tensão entre os personagens, A Rainha Vermelha se torna a melhor opção de leitura para fantasia.

2. A Rebelde do Deserto

a rebelde do desertoAmani Al’Hiza mora no deserto de Miraji com seu tio na Vila da Poeira, uma pequena cidade isolada que lhe oferece um casamento forçado e uma vida submissa como futuro. Dona de uma mira perfeita, tudo que ela mais quer é ir embora dali na busca de um futuro melhor e independente; ela só não esperava que fugiria em um cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola e nem que um forasteiro seria o responsável por salva-lá desse futuro indesejado. É nessa viagem que Amani descobre que o deserto onde ela vive pode conter criaturas míticas, além de boatos de que djinnis ainda praticam magia.

A Rebelde do Deserto é uma trilogia que apresenta uma fantasia bem elaborada, que tem uma leitura interativa o suficiente para te impedir de fazer qualquer outra coisa que não seja terminar de ler. A melhor parte que não é apenas o primeiro, e sim os três que são bem desenvolvidos e cheios de ação, não te deixando parar para respirar com a quantidade de cenas tensas, conflituosas e com magia presentes na trilogia.

3. Mistborn

mistbornImagine que um dia um herói que estava destinado a salvar o mundo, desafiando a escuridão com o bem…perdeu. Desde então o mundo é um deserto de cinzas e brumas, sendo governado por um imperador imortal conhecido com Senhor Soberano; dividindo o mundo entre nobres e skaa ( classe social inferior ), Kelsier, um ladrão bastardo, se torna o único a se salvar da prisão brutal do imperador, descobrindo poderes alomânticos de um Nascido da Bruma, uma magia poderosa e extremamente proibida. Ninguém teve o poder e a força para tirarem o Senhor Soberano do comando e agora, com Kelsier e uma menina de rua com poderes desconhecidos, eles terão uma chance para conseguir invadir o castelo e destruir o imperador.

Com um sistema teocrático em um mundo totalmente diferente do nosso, Mistborn prova ser um dos livros de fantasia mais originais que já ouvimos falar. Com um universo amplo e com uma magia bem detalhada, o autor não deixa passar nada e deixa tudo bem entrelaçado, construindo uma história  desenvolvida e sem pontas soltas. Apesar dos livros serem meio grandinhos, a narrativa e a fantasia não nos deixam cansados, apenas nos deixam mais ávidos e curiosos com os conflitos existentes dentro de Mistborn.

4. Trono de Vidro

tog 4

Celaena é uma assassina abilidosa que está cumprindo sua sentença nas sombrias minas de sal de Endovier, em Adarlan. Aprisionada e cansada de anos e anos trancafiada naquelas minas, Cealaene está prestes a perder as esperanças quando recebe uma proposta do princípe de Adarlan. Se a assassina representar o princípe em uma competição entre os mais habilidosos assassinos do reino, ela terá sua liberdade de volta. E, sem muitas opções, ela não pensa duas vezes antes de aceitar, disposta a tudo para conseguir sua liberdade.

Uma versão young adult de Game of Thrones, Trono de Vidro tem sete livros, todas elas cheias de ação, conflitos, traições, amores, mortes e muitos assassinatos (a maioria delas causados pela protagonista, Celaene ). Além disso encontramos personagens super desenvolvidos, cada um deles contendo uma história e propósito diferente, se tornando fundamentais para o final do livro. A fantasia que a autora trouxe nessa história é bastante ampla, contendo diversos personagens com poderes e magias bem diversificados, além de alguns seres poderosos que aparecem mais pro meio dos livros. A história se encontra em constantes mudanças, variando conforme os livros são produzidos, mudando drasticamente a partir do terceiro adiante e fazendo com que fiquemos ainda mais interessados pelo final mais que satisfatório em Reino de Cinzas.

5. O Clã dos Magos

o cla dos magos

Os magos de Imardin se juntam todo ano para purificar as ruas da cidade dos criminosos e vagabundos. Como eles são mestres da magia, ninguém ousa se opor a eles. No entanto, uma jovem garota de rua fica furiosa com o tratamento dessas autoridades, e com toda sua raiva joga uma pedra no escudo que protege os magos. O problema é que essa barreira impenetrável não é o suficiente para conter a raiva da jovem, fazendo com que a pedra quebrasse o escudo e atingisse um dos magos; e quando todos se dão conta que ela é uma maga perdida nas ruas os mestres não perdem tempo ao tentar encontrá-la, afinal uma maga sem treinamento pode causar sérios problemas para todos.

No estilo de Harry Potter, O Clã dos Magos apresenta uma história com bastante magia e fantasia, além de deixar bem claro o preconceito existente entre Sonea, a garota de rua, e aqueles que foram criados dentro do treinamento de magia. Inclusive a partir do segundo podemos encontrar esse preconceito impregnado em alguns alunos, contendo até mesmo bullying dentro da narrativa, nos deixando bastante apreensivos e irritados. Devo isso com certeza a autora, porque conseguir trazer essas emoções a tona em relação a um personagem não é tão fácil assim. Além disso a autora conseguiu criar uma trama bem envolvente, mesmo que ela possa ser meio cansativa em alguns momentos, nos esquecemos totalmente disso quando nos deparamos com as cenas de ação e conflitos que a autora traz para essa trama.