Como já anunciado  ainda em fevereiro, o Twitter agora lançou um novo design para o recurso da câmera, pelo próprio perfil da empresa na rede social. Uma espécie de Twitsnap, como está sendo chamado nos sites gringos, foi projetado para permitir a captura de fotos e vídeos, e já postar eles, mas de uma maneira diferente ao que os usuários estavam acostumados.

Tweet_Twitter_Twitsnap

Empresa anunciou pelo seu perfil no Twitter o novo lançamento, que conta com vídeo tutorial.

A partir de agora, ao deslizar para a esquerda dentro do app do Twitter pelo celular ou tablet, o usuário entra na função da nova câmera, que não está mais junto no compositor de tweets. Depois de fazer alguma imagem (por enquanto a função não oferece o uploads de arquivos), é possível marcar a geolocalização, colocar uma hashtag ou ainda digitar algumas palavras que vão para uma caixa colorida que fica na parte inferior da tela.

Outra novidade, é a maneira como o aplicativo mostrará essa mídia, em um formato maior e mais imersivo no feed, com as imagens aparecendo antes do texto em um tweet. Desse modo, a rede social criada em 2006 finalmente deixa de ter seu foco somente nos caracteres e se atualiza em relação às concorrentes, em que a imagem tem se fixado muito mais na preferência de quem utiliza diariamente as redes.

Entretanto, é bom falar que o Twitter não está lançando um modo Stories, ou algum feed dedicado para fotos, como o Instagram. Conforme a própria empresa, com esse lançamento ela quer se tornar uma lente do mundo em tempo mais real do que já é hoje, não sendo somente uma interpretação do que acontece apenas por meio das palavras das pessoas.

Tweet_Mindy-Kaling_Instadown

A atriz Mindy Kaling zoando com o Facebook e Instagram em um Tweet (13/03), e o Twitter dando força!

Por enquanto, não foram disponibilizados adesivos, filtros, aprimoramentos de luz ou outras ferramentas criativas no Twitsnap, como no Snapchat ou Instagram. A empresa diz que quer se concentrar em hashtags que direcionarão o público para o conteúdo que ele busca, ao invés de tentar tonar a mídia mais bonita.

A câmera, agora reestruturada, pode também tornar o Twitter mais acessível para novos usuários que hoje ficam intimidados pelos textos e caracteres necessários, o que pode gerar polêmica a quem usa com mais frequência, os usuários raiz que historicamente não gostam de mudanças na rede. Outro ponto polêmico, é que com mais conteúdo visual, isso facilita a inserção de anúncios mais chamativos no feed – aumentando a receita da rede social, mas também criando insatisfação no público que não gosta de publicidade a toda hora.

dims

Jornalista Edgar Alvarez, testando o novo recurso do Twitter no #SXSW.

Diversos eventos pelo mundo tem recebido cobertura em tempo real pelos Stories do Instagram, o que normalmente deixa o Twitter como segundo plano, sendo um espaço mais para textos e fotos. Com essa nova atualização, marcas e veículos de comunicação podem vir a utilizar a rede social com mais frequência, e ainda com uma linguagem exclusiva de câmera para coberturas em tempo real.

A companhia está criando uma nova página na sua história com o Twitsnap, e forçando essa nova câmera aos usuários, já espera receber os feedbacks negativos e positivos, podendo assim medir novas atualizações. Isso é muito mais próximo de como o Facebook é construído, do que o Twitter com o qual estamos acostumados. A mudança está alinhada com a recente versão do aplicativo de protótipo beta do Twitter, twttr, lançado esta semana. O Twitter parece finalmente entender que esperar para aperfeiçoar cada recurso e ter medo de experimentar deixou a rede social para trás, comparado aos concorrentes.

Conforme prometido pela empresa, a tecnologia vai estar disponível para todo mundo nos próximos dias. Por enquanto, somente algumas pessoas estão com a função já funcionando. Pelo o que aparenta, o Twitter selecionou influencers e assíduos usuários para testarem o nova câmera.