Vamos falar de coisa boa! Isso mesmo, uma maquininha que o mundo aprendeu a amar (ou odiar) e que está de corpo e alma renovados para o próximo ano. Não estamos falando da Tekpix, mas sim do iPhone, que teve suas novas versões reveladas pela Apple em setembro, em seu tradicional evento anual de apresentação de novidades.

Para este ano, a gigante da maçã escolheu uma estratégia já utilizada em anos anteriores, lançando não somente um, mas três novos modelos de iPhone, sendo um destinado a quem não pretende desembolsar tanto e outros 2, bem, pra que não tem muitas preocupações com a conta bancária.

money

Começando pelo caçula e mais acessível da lista, o iPhone XR (ou 10 R, como bem deseja a Apple) possui tela de 6,1” e basicamente as mesmas especificações do iPhone 8. O que muda, basicamente, é o processador, que passa o A11 para o A12 Bionic, a tela, que continua sendo de LCD, agora no formato do iPhone X, a perda do botão home – e sem TouchID –  mas com FaceID. As opções de armazenamento não mudam e a memória RAM permanece a mesma.

simpsons

A câmera, por sua vez, sempre um dos pontos altos dos dispositivos da Apple, agora conta com recursos de pós-produção para simular o efeito gerado pelas lentes duplas dos modelos mais caros. Através de um processamento de imagem, aplica um desfoque gradual, em diversos níveis, proporcionando um efeito bastante realista. No XR, no entanto, a câmera é de lente simples (a mesma da geração anterior), mas os efeitos de desfoque via software estão lá.

iphone-xr-portrait-mode-photo-100771879-large

Outra característica que pode desagradar os usuários diz respeito à tela. Mais simples, de LED, possui uma resolução baixa para os padrões atuais, e uma densidade igual – pasmem – à do iPhone 4S, lançado em 2013.

Começando em U$ 749,00 pelo modelo de 64GB, o novo iPhone “barato” da família quer atrair aqueles que possuem modelos já em meio de vida útil, ou seja, 6, 6S, 7, 7S e 8, mas também aqueles indecisos que não fazem preferência pelo sistema operacional do robô ou da maçã, e que buscam um bom custo-benefício em devices de alto desempenho

O grande atrativo fica mesmo por conta da extensa gama de cores disponível, lembrando o lançamento do iPhone C. A diferença é que, em vez da carcaça plástica os modelos possuem uma tampa traseira em vidro para permitir o carregamento sem fios.

iphone

Mas é nos dois modelos topo de linha lançados pela Apple que o bicho pega: A evolução do iPhone X, XS e sua versão de tela grande, XS Max, é que fazem brilhar o olho dos geeks ao redor do mundo. Começando em U$ 899 e chegando a inacreditáveis U$ 1449,00 (mais caro que um MacBook Pro de entrada nos EUA) os modelos são a aposta da Apple para combater os atuais modelos flagship de Samsung e Xiaomi (fora do Brasil). As especificações são generosas, e a combinação com o iOS 12 promete uso com fluidez e velocidade nunca antes vistas.

iphone

Com tela OLED, câmera traseira dupla, chip A12 Bionic e uma série de aperfeiçoamentos em relação ao seu antecessor, os dois novos iPhones topo de linha prometem um desempenho excepcional àqueles que estão dispostos a pagar por isso.

iphone