A Disney está prometendo um serviço de streaming para rivalizar com a Netflix, com conteúdo Marvel, Star Wars, Pixar e todo o portfolio da maior gigante de entretenimento do mundo. Mas parece que desta vez a DC Comics já está largando na frente.

A empresa declarou recentemente que o serviço DC Universe, uma plataforma digital de streaming que terá conteúdo exclusivo produzido para ela, está prestes a ser lançado.O que diz a DC:

“DC Universe é uma experiência pioneira de imersão digital projetada para os fãs. Uma das muitas coisas incríveis que a sua assinatura irá incluir é acesso ilimitado para as seguintes séries originais.”

Titans – a série live-action dos Titãs, com a formação clássica de Robin, Estelar, Ravena e Mutano. Algumas fotos dos atores vestidos a caráter já andara vazando. (Esperamos que tenha bastante pós-produção, porque o que foi apresentado – fora o Robin – por enquanto não está legal)

titans_dc_online

Young Justice: Outsiders – uma série animada que será na verdade a 3ª temporada de Young Justice (Justiça Jovem), com as aventuras de Robin, Kid Flash, Aqualad, Wonder Girl, Artemis e todas as versões jovens dos principais heróis da DC.

204802.427826-Series-originais-DC

Harley Quinn – um desenho animado censura 17 anos da anti-heroína que está em quase todas as produções da DC ultimamente. (Com a equipe criativa certa a ideia PODE dar certo).

204804.427828-Series-originais-DC

Swamp Thing – produzido pelo diretor de Aquaman, James Wan, este drama é um mistério. O Monstro do Pântano (Swamp Thing) SÓ funcionou nas HQs quando assumiu um posicionamento de “terror cult” sob os roteiros do mestre AlanMoore (na época um quase desconhecido autor inglês que começava a ser descoberto pelos leitores americanos – e mundiais).

As aventuras do homem que virou uma planta após um acidente, com uma conexão quase mística com a natureza, e que tem que lidar com os horrores desta nova vivência é algo que talvez não chame a atenção nem do fã mais hardcore da DC.

Talvez eles decidam ir pelo mesmo lado que Moore levou o herói, e criar uma atmosfera meio “Twin Peaks” para o trabalho. Isso seria ótimo. Se a ideia for fazer algo na linha “Supernatural” então é melhor nem gastar dinheiro fazendo.

204798.427822-Series-originais-DC

Doom Patrol – do mesmo jeito que o Monstro do Pântano, a Patrulha do Destino (Doom Patrol) também só teve uma recepção mais positiva na época em que foi roteirizada pelo gênio maluco da Escócia, Grant Morrison. Tanto o Monstro do Pântano e a Patrulha do Destino encontraram seu lugar no selo alternativo da DC, chamado Vertigo, onde todos os escritores europeus com referências literárias e obscuras escreviam títulos estranhos e bizarros que não seriam lidos pelos adolescentes da época, mas era extremamente bem aceitos pelos leitores mais maduros que cresciam de número a cada ano.

A Patrulha do Destino está sendo desenvolvida por Greg Berlanti e será um spin-off da série dos Titãs, e é considerada “meio grupo de super-heróis, meio grupo de auto-ajuda”. Sua descrição é:

“Uma versão reimaginada do amado grupo de renegados da DC: o Homem-Robô, Homem-Negativo, Mulher-Elástica e Jane Louca são liderados pelo cientista maluco Dr. Niles Caulder (chamado de O Chefe). Os membros da Patrulha do Destino sofreram todos acidentes horríveis que os deixaram com super-habilidades incríveis, mas também deformados e desfigurados. Traumatizados e rebaixados, cada um deles achou seu propósito por meio dO Chefe, que os colocou juntos para investigar os fenômenos mais estranhos e proteger a Terra daquilo que eles encontrarem.”

doom-patrol-1109442-640x320

 

hero_5ae93b60af8027.71463739