O ex-presidente dos EUA, Barack Obama, disse em um dos seus discursos:

“Vivemos em uma época de mudanças extraordinárias. E a programação não é mais uma habilidade opcional, é uma habilidade básica“.

A ideia de que programação e programação de máquinas, sistemas e aplicativos não é inédita, mas está “pegando” cada vez mais, a medida que as pessoas entendem que tudo que existe está ou estará dentro de pouco tempo conectado por meio de algum sistema de códigos interligados que fazem nossa realidade funcionar.

 

.1 Prestar atenção

Está comprovado que a programação gera benefícios ao desenvolvimento lógico e cognitivo das crianças, independente da área em que desejam atuar futuramente. E se tem uma coisa que crianças buscam instintivamente é desenvolver suas habilidades cognitivas com jogos e brincadeiras.

Ao prestar atenção nelas nestes momentos percebemos aptidões e habilidades latentes naturalmente nas crianças que podem ser desenvolvidas para entender, manipular e controlar de maneira criativa o mundo digital.

Primo_programming

Jogos físicos podem ser os caminhos originais para um salto posterior para jogos e aplicações digitais.

xb64885b9.jpg.pagespeed.gp+jp+jw+pj+ws+js+rj+rp+rw+ri+cp+md.ic.GcH4dLeQYr

.2 Língua inglesa

Uma via de mão dupla: se antigamente os pais queriam que seus filhos aprendessem inglês hoje eles entendem que a Ciência da Computação é o idioma do mundo digital dos anos que virão. Aprender Ciência da Computação tornou-se tão importante quanto aprender Inglês.

Mas claro, uma coisa não exclui a outra. Ao desenvolver as habilidades de programação de computadores, sistemas e aplicativos a criança também aprende inglês, por meio de sites, programas, literatura, vídeos e aulas. Ao aprender inglês você aprende inglês. Mas ao aprender a programar uma criança pode aprender inglês junto.

.3 Participar

Não basta ser pai tem que participar, óbvio.

giphy (1)

Entender um pouco do mundo novo que as crianças estão naturalmente entrando é essencial para auxiliar no desenvolvimento dos pequenos que estão trabalhando estas atividades. Um pai e uma mãe tem um papel fundamental no caminho, mesmo que não sejam especialistas em programação ou código de computadores.

.4 Escola especializada

Pensando exatamente na necessidade de tutores e guias para que as crianças desvendem estes avanços tecnológicos que a SuperGeeks, a primeira, melhor e maior escola de programação e robótica do Brasil, se dedica a ensinar crianças a partir dos 5 anos e adolescentes a desenvolver lógica de programação através de games 2d e 3d tanto em ferramentas estudantis quanto em profissionais, usadas para criação dos jogos mais conhecidos hoje em dia.

A metodologia da escola SuperGeeks para ensinar um conteúdo para crianças, até então abordado em faculdades, se deve ao fato do ensino ter um formato lúdico e divertido, fazendo com que a aula seja interativa, proporcionando assim bastante interação durante o ensino, adotando o mesmo modelo de escolas de programação situadas em países como os Estados Unidos.

.5 Estimular o desenvolvimento mesmo após a infância

Pablo Picasso costumava dizer:

Todas as crianças são artistas. O problema é continuar sendo um artista depois que se torna um adulto”.

giphy

A mesma coisa pode acontecer com habilidades musicais, esportivas e – principalmente – habilidade de programação. Se não forem continuamente desenvolvidas a tendência é se perder um pouco esta habilidade, porque as mudanças são extremamente dinâmicas e os avanços frequentes.

Programar computadores e apps é como um superpoder intelectual, mas é também um músculo que precisa ser constantemente trabalhado.

images