Salve Infosféricos! Voltamos com o nosso ranking tech dessa vez com opções mais “acessíveis” e para agradar diversos tipos de ouvidos, e bolsos. Antes de mais nada, é preciso conhecer os diferentes tipos de fones e suas características. Abaixo um resumo das variáveis encontradas no mercado hoje:

On-ear: Antes não tão popular, o fone que cobre parcialmente as orelhas (e fica sobre elas, por isso “on”) ganhou muito espaço nos últimos anos (e muitos adeptos) especialmente depois que a marca Beats investiu pesado na publicidade de seus fones, cobrindo orelhas de muitas estrelas do esporte e da música ao redor do mundo.

Over-ear: Categoria composta geralmente pelos modelos mais robustos, voltados para o mercado profissional. Preferidos dos djs, produtores e editores, são ideais para quem quer ou precisa passar horas escutando música ou editando, e necessita de um bom nível de isolamento externo, seja por trabalhar em ambiente com música alta, ou não deixar escapar os mínimos detalhes.

In-ear: O tipo de fone mais conhecido e utilizado no planeta. Desde o radinho de pilha que seu pai usa até modelos mais sofisticados para prática de esportes, os modelos intra-auriculares, para sermos corretos, ainda são muito procurados e comercializados ao redor do mundo. Antes considerados simples e até descartáveis, o conceito desse tipo de fones mudou após o lançamento do iPod, que incluíam fones pequenos e de grande qualidade.

Cancelamento de ruído: Podem estar junto com qualquer um dos tipos acima, pois não se trata de um formato de fone, e sim de uma característica. Caros demais para chegarem ao usuário comum até alguns anos atrás, hoje já podem ser encontrados a preços para mortais. O diferencial desses modelos é que a proteção acústica não é passiva, e sim ativa, ou seja, possuem um pequeno mecanismo que gera um ruído em frequências que se sobrepõe aos ambientes externos, proporcionando ao usuário um som muito mais limpo.

A lista a seguir não trata de uma análise altamente técnica, mas sim baseada em diversas avaliações e benchmarks ao redor do mundo, e um pouco de opinião pessoal, é claro.

AKG Y30:  Empresa do Grupo Harman, a AKG tem produtos muitas vezes subestimados por quem busca um fone, até por que ainda é pouco conhecida. Encontrado na faixa dos R$ 200,00, oferece um produto de excelente acabamento e conforto, com um custo-benefício difícil de ser batido. Outras marcas mais “populares” entre os famosos não se aproximam da entrega do AKG custando até 5 vezes mais.

headphone-com-microfone-akg-y30-photo158943695-12-14-18

 

Sennheiser Momentum:  A conceituada marca alemã (pronuncia-se “zenrráizer”), conhecida entre os entusiastas do áudio (e os não tanto assim), nos entrega no Momentum um dos melhores modelos in-ear do mercado. Totalmente em aço inox e com 4 ajustes de tamanho, foi criado para proporcionar a melhor experiência sem parecer que está usando nada. Por essa experiência a marca cobra por volta de R$ 550,00. Alto, mas muito inferior aos quase R$ 900,00 cobrados pela Beats em seu modelo Tour 2, de qualidade e construção muito inferiores.  Uma particularidade sobre a marca é que hoje seu modelo HE1 é considerado se não o melhor, um dos melhores fones do mundo, com direito a estojo em mármore e amplificador a válvula. O preço para ter em casa o melhor fone do mundo? Nada saudáveis U$ 55.000,00;

448158-sennheiser-momentum-in-ear

Sony XB450AP: A Sony é mais conhecida, e reconhecida pelas suas TV’s e videogames, mas não faz feio no mundo do áudio. Quando se trata de alta fidelidade fica para trás em comparação a concorrentes mais tradicionais, mas em sonorização profissional e para usuários médios consegue se destacar. A prova disso é o XB450AP, um dos modelos de entrada da marca nipônica. Encontrado na faixa dos R$ 180,00 consegue agradar bolsos e ouvidos de quem quer um produto de qualidade, de uso prático no dia-a-dia, mas não quer investir uma grande quantia. Com almofadas que imitam couro e boa ergonomia, oferece conforto por bastante tempo. Sua característica é a versatilidade. Pode ser usado em casa, na rua e no trabalho, sem desapontar àqueles que não estão preocupados com uma extrema fidelidade sonora.

Fone-de-Ouvido-Sony-MDR-XB450AP-com-Microfone-–-Preto-3803735

Koss Porta PRO:  Um dos fones mais simples da lista (e um dos mais feios também, para ser sincero) é também um dos que apresenta melhor custo-benefício. Se para você a beleza não é tão fundamental (ao menos para fones de ouvido), este pode ser o seu modelo. Encontrado na média por R$ 200,00 nas principais lojas, o Porta Pro é um dos modelos on-ear mais simples da Koss, marca americana queridinha de muitos amantes da música no exterior, justamente por entregar muito cobrando pouco. Se você procura portabilidade e qualidade a preço baixo, deveria considerar esse modelo. Além do mais, em um país como o nosso ter um fone que não chame tanta atenção é praticamente uma necessidade.

master

Razer Kraken USB: Uma das líderes mundiais em periféricos de informática para gameis, a Razer também se destaca entre as fabricantes de fones de ouvido. Embora seja mais voltado para utilização em jogos, estamos falando de qualidade e benefício, e nesse sentido o fone não desaponta. Objeto de desejo de muitos gamers, o USB é bastante acessível, podendo ser encontrado na casa dos R$ 350,00. Com teclados que beiram a casa dos R$ 1000,00 em sua linha, desembolsar esse valor para ter uma boa experiência de áudio é uma pechincha, além é claro, de proporcionar uma ótima imersão em jogos e trazer consigo a grife Razer.

76488_index_gg

Philips SHP 2000:  Modelo de entrada e considerado por muitos simples demais para dividir espaço em listas junto a marcas renomadas, o Phillips conquista seu espaço por um simples quesito: honestidade. Ele entrega um ótimo resultado pelo preço que cobra, cerca de R$ 70,00 por um modelo over-the-ear. De grandes proporções, o fone não é muito indicado para ser usado na rua, mas não faz feio no escritório. O porém fica pelo acabamento e materiais simples e pouco detalhamento dos sons, mas como dito anteriormente, ele é sincero e honesto com relação ao seu valor.

113213491_1GG

B&W P3:  Ainda pouco conhecida dos mais leigos, a Bowers & Wilkins está entre as marcas mais sofisticadas e adoradas pelos audiófilos no mundo inteiro. Presente em automóveis como as McLaren e usadas em estúdios como Abbey Road em Londres, a marca britânica possui uma linha de fones de ouvido igualmente sofisticada. O modelo de entrada, P3, é um on-ear que pode ser encontrado na faixa dos R$ 1.000,00, entregando por esse preço uma qualidade sonora muito superior aos concorrentes de valor semelhante. Com elementos em couro e aço escovado, não é somente belo, mas agrada ao toque e possui durabilidade excelente. Um “must-have” da lista, definitivamente.

112861500_1GG

Audio Technica ATH-M50X:  Outra marca queridinha dos profissionais, mas desconhecida da maioria dos usuários, a Audio Technica é uma das referências mundiais em qualidade sonora, e muitos modelos já podem ser encontrados sem dificuldade em lojas nacionais. Modelo “over-the-ear” de entrada da marca, possui definição sonora incomparável com notas equilibradas em todas as frequências, incluindo as sub-graves bastante encorpadas. Pode ser encontrado na faixa dos R$ 1.200,00 e possui um dos melhores acabamentos entre os listados. Um fone que definitivamente não deixa você na mão.

23644625_1GG

Bose Quietconfort 25:  Acusada por muitos especialistas de ser supervalorizada, a Bose cobra o preço pela marca, sem necessariamente que isso se reflita na qualidade dos produtos. Não é o caso do modelo apresentado aqui. Único da lista com cancelamento de ruído ativo, o Quietconfort é uma tradução do seu nome: Silencioso e confortável, sem cobrar um rim por isso. A parte negativa é que, por ter um mecanismo à bateria, precisa ser carregado de tempos em tempos – nada que atrapalhe seu uso no dia a dia – no entanto. Pode ser encontrado por salgados R$ 1.700,00 nas principais lojas, mas dentro do limite aceitável para quem quer investir em um produto que, se bem conservado, trará ao dono alguns anos de reprodução silenciosa. Os ouvidos agradecem.

21968073_1GG

Shure SRH 440: Líder mundial em microfones e aparelhagem profissional, a Shure era um tanto desconhecida (e até mesmo inacessível) para o consumidor médio até pouco tempo. Como tudo em que se propõe a fazer, a Shure põe qualidade, fazendo jus à fama que possui. No mundo dos fones de ouvido até mesmo os modelos de entrada possuem um preço “premium”, ainda que sem castigar os usuários. Pelo modelo over-ear SRH400 pede por volta de R$ 700,00, valor justo por um fone altamente equilibrado, indicado para aqueles que gostam de diferenciar as diferentes faixas de frequência sem comprometer o conforto. O esmero com o qualidade é tão grande que até mesmo o adaptador P2-P10 que acompanha o fone é banhado a ouro. Não é muito indicado para quem gosta de ouvir “o grave bater”, pois é bem equilibrado, mas não desaponta os amantes da música e profissionais do ramo.

12835405_2GG

Além destas, ficaram de fora da lista marcas como Grado, Bang&Olufsen, Klipsch e Beyerdynamic, de excelente renome e tradição, porém muito difíceis de serem encontrados no Brasil, e quando encontrados, com valores proibitivos. É assunto pra outro post!