Creamer

Os filmes de terror conseguem estar no topo da lista dos clichês. A protagonista sempre vai para a parte escura do local porque ouviu a porcaria de um barulho. O protagonista sempre tem um amigo idiota que resolve filmar tudo, até em momentos onde ninguém pensaria nem em tirar uma selfie! Ou aquele famoso sexo no mato é interrompido por um serial killer sociopata que usa apenas uma faca e ninguém nunca tentou sair na porrada. Podemos chegar a simples conclusão de que personagens de filmes de terror são BURROS! Dentre tanta estupidez clichê, listamos as piores:

1 – Jogos Mortais

jogos-mortais-2

Jogos mortais foi um marco nos filmes de terror, o sofrimento dos personagens principais encheu os cinemas do mundo inteiro. O direto James Wan criou uma obra prima, simples, impactante e com orçamento ridículo. A resposta do filme foi incrível, milhões de fãs no mundo inteiro que olhavam com desgosto, mas ao mesmo tempo não tiravam os olhos da tela.

Mas, pra variar, o personagem principal consegue ter seu nível de burrice condecorado. No final do filme temos icônica cena do personagem Dr. Lawrence Gordon cortando seu próprio pé com um serrote para fugir daquele banheiro e ir salvar sua família que ele achava estar em perigo. Porém, antes ele tinha tentado alcançar seu telefone que estava a alguns metros de distância. Nosso esperto personagem não imaginou que o serrote podia ajuda-lo a alcançar o bendito celular, puxa-lo para si e assim ligar para a sua família que devia estar em casa vendo a novela das 20h. Ele perdeu um pé e rastejou para um grande nada. A burrice falou mais alto.

2 – Prometheus

prom7

Ridley Scott nos trouxe essa obra enigmática que deixou muitos com raiva ao sair do cinema por apresentar um final com poucas explicações. Esse mistura de ficção cientifica e terror consegue trazer uma história que pode ser super bem estudada e, também, personagens com burrices a ser mais estudadas ainda.

Como no caso do personagem Millburn, que ao ver um ser alienígena e grotesco na sua frente resolve “apenas” tocar nele.  Óbvio que ia dar merda.  Estamos falando de um alien desconhecido e de um biólogo experiente que resolve encostar na porcaria de um bicho desconhecido. Millburn deve ter achado que o bicho estranho era querido igual a um poodle, se deixasse ele levava pra casa e alimentava. Pena, Milburn virou alimento para seu bichinho e nem chegou a dar um nome pra ele.

Além do nosso amante de bichinhos de estimação, temos a querida Meredith Vickers  que ao ver os destroços de uma nova caindo em sua direção resolve correr em linha reta. Ao invés de apenas correr para o lado onde teria muito mais chances de se salvar. Pois é.

3 – Pânico

Mas aqui temos o prêmio de burrice. Nesse clássico do terror, quando o assassino Ghostface corre atrás da personagem Tatum Riley. Ela até tenta se defender, toca tudo o que vê pela frente na cara do assassino que mesmo assim não desiste. Ela bate nele até com a porta da geladeira! Ai você pensa: “ah ela é foda, sabe cuidar de si mesma”. Bom, não devíamos pensar isso de alguém que tenta fugir de um maníaco psicopata pela portinha do cachorro! Isso mesmo, a esperta tenta fugir pela pequena entrada do cachorro que tinha na porta da garagem. Ela morre do modo mais idiota, entalada numa abertura minúscula. Triste.

E pensar que ela podia apenas ter encontrado a droga do controle do portão da garagem, ou, quem sabe, sair na porrada com o Ghostface, que até então já estava tomando uma surra. E pra que medo? Ele é apenas um doente com uma faca.