civil-war

Em minha avaliação, é um dos melhores filmes que a Marvel Studios já produziu (deixa eu aqui recolher minha baba). História muito bem amarrada, muita ação (nada desnecessário), o uso dos personagens, piadas (claro! é filme da Marvel!), o motivo da guerra, o final muito bom (além dos pós-créditos)!

A trama se inicia com muitas dúvidas sobre os personagens, arrependimentos em alguns, vingança em outro. É um filme pós Vingadores-Era de Ultron, mas muito também em, Capitão América – Soldado Invernal. Após as ações heróicas dos personagens, vem o questionamento, quem vigia (os vigilantes… não é Watchmen!) os atos dos Vingadores. Aí vem o governo, ou melhor dizendo, as Nações Unidas propor que, os maiores super-heróis da Terra, devem trabalhar para a ONU e, ela decidir quando os Vingadores devem ou não agir.

zyw7XWkTQUE

Há aqui uma questão na qual refleti, querem segurar a coleira do cão de guarda (neste caso, os vingadores), não tem como deixá-los soltos por aí, sem vigilância, sem instrução de ação. Há quem concorde com isso, e há aqueles que se preocupam com a liberdade de agir, ou melhor dizendo, agir para salvar qualquer pessoa. De um lado está as organizações políticas, querendo domar uma força que não é dela, e assim alguns personagens concordam parcialmente e, em nome de continuar lutando, concordam com os termos, de outro lado está o grito pela liberdade (não preciso dizer quem, né?).

461904

A trama ganha novas ações, e o time de super-heróis se divide mesmo, e vão para luta. Cada time possui novos recrutas, aqui destaco Pantera Negra, Homem-Formiga (que quem é fã de quadrinhos vai endoidecer) e o Homem-Aranha (Ah sim! o Homem-Aranha,  que ganha a cena). O filme é do Capitão, porém todos os personagens ganham destaque no enredo do filme (muitas vezes melhor que os dois filmes dos Vingadores).

Captain-America-Civil-War-Spider-Man-Shield-Official

O filme lembra os quadrinhos (a divisão da equipe e a guerra entre eles), mas este traz elementos novos, tanto nas cenas de ação, como na trama diabólica por trás de todos os acontecimentos. A última ação é espetacular. Porém, pra mim uma única coisa falhou, o uso do vilão (calma aí!!), o vilão desta trama é demais, articulador, vingativo, maquiavélico. Mas estamos falando do Barão Zemo, e queria ver mais o personagem dos quadrinhos na tela. Não vi, só emprestaram o nome, tinham que encontrar um vilão que todos conheciam. Vai Zemo, mesmo.

 

Por Gelson Weschenfelder/CultdeCultura