A742D58B19B1689C2ECB1A9646E1D6

Na primeira vez em que foi ao ar, ele era apenas um menino de oito anos. E agora, trinta anos depois… continua sendo! As histórias das trapalhadas de Chaves, o garoto que mora dentro de um barril em uma vila mexicana, se tornaram um sucesso sem igual, colecionando fãs pelo país. Os episódios foram gravados entre 1971 e 1980, chegando ao Brasil em 1984. Quando estreou na TV brasileira, no dia 24 de agosto, o seriado já não era mais reproduzido pela TV no México.

Os bordões de Chaves, Chiquinha, Quico, Seu Madruga, Dona Florida e toda a turma conquistaram o público ao longo dessas três décadas, eternizando alguns episódios no cabeça dos brasileiros, como “Vamos Todos a Acapulco” e “O Festival da Boa Vizinhança”.

memoria-do-chaves

Acapulco rendeu ao seriado uma série de episódios em que os personagens da vila viajam de férias. Cenas clássicas foram gravadas, como Quico se afogando na parte rasa da piscina, a despedida em volta da fogueira ao pôr do sol e outras.

Já o episódio “O Festival da Boa Vizinhança” rendeu o imortal bordão Volta o cão arrependido, o poema Mamãe querida, a história do Jeca Valente, entre outros.

Na semana do aniversário de estreia de Chaves no Brasil, nada melhor que relembrar as clássicas dessa turma, que transformou o cenário de humor e encanta crianças, adultos e idosos até hojeE quem não lembra do velho jargão do garoto Chaves: “Ninguém tem paciência comigo”?