Historia jogos oficiais copa do mundo infosfera fifa

Assim como a maioria dos brasileiros, nós aqui do Infosfera estamos ansiosos pelo início do maior evento esportivo da Terra (quiça do Universo!): a Copa do Mundo de futebol. Claro, pela nossa perspectiva, uma das coisas mais aguardadas em todos os eventos são os games licenciados. Por isso vamos relembrar alguns momentos com esses títulos, sempre na perspectiva e experiência de Flavio Barboni (ou seja, eu) , como é tradição do Games Memória.

Arriba, arriba!

Nessas memórias, que surgem como um spin off da série maior, sobre a História dos Jogos de Futebol, vamos direto para a fatídica – aquela em que Zico o errou o pênalti e a França venceu – Copa do México em 1986, quando foi lançado o primeiro título licenciado pela Fifa: World Cup Carnival. Ele foi lançado somente para computadores europeus, como o Commodore 64, o ZX Spectrum e o Amstrad, e eu só tomei conhecimento de sua existência em 2000, com a popularização dos emuladores (e a chegada da internet na minha casa).

O jogo é travado, lento, sem qualquer dinamismo, mas com gráficos bons para a época. Isto é, para quem jogar no Commodore 64, porque as outras versões se parecem com jogos primitivos de Atari. O único marco do título é a licença conquistada pela saudosa U.S. Gold, que também era responsável por antigos jogos oficiais das Olimpíadas de Verão e Inverno.

No próximo lançamento, baseado na Copa da Itália em 1990, a empresa até se esforçou para melhorar a partida e conseguiu uma parceria com a Sega para lançar, com exclusividade, World Cup Italia ’90 no Mega Drive e Master System. O resultado no apito inicial é desastroso, principalmente pela câmera aérea que não permitia visualizar as jogadas e nem antecipar a posição dos companheiros.

A redenção

No torneio seguinte, a U.S. Gold trouxe World Cup USA ’94 com a maledetta câmera birdview novamente. Mas em 1997 a EA Sports adquiriu os direitos exclusivos para jogos oficiais das copas e o primeiro sinal de que o maior evento esportivo do mundo finalmente teria um game oficial digno foi Fifa Road to World Cup ’98.

Apesar das partidas não terem a mesma fluência de Winning Eleven ou mesmo Worldwide Soccer, do Sega Saturn, o título era grandioso por permitir ao jogador levar qualquer seleção participante das Eliminatórias para a Copa da França em 1998, com a possibilidade até de fazer suas próprias escalações.

Além disso, todas as confederações da Fifa contavam com estádios, desde lendários como Maracanã, Wembley e Råsunda até canchas alternativas, como o Hasely Crawford em Trinidad e Tobago e o Ahmadou Ahidjo, de Camarões. Complementavam a experiência 11 ligas nacionais, vídeos dos países antes dos jogos e uma trilha sonora inesquecível, com direito a Blur e Crystal Method.

Saiba mais sobre esse clássico futebolístico na série Guia do Gamer Pobre.

Em World Cup 98 a EA Sports inaugurou a era de levar grana em dobro dos fanáticos por futebol virtual, já que a partir de então ela lançou em todas as copas a edição anual da série Fifa, seguida de uma exclusiva e oficial do torneio de seleções. Entre as inovações, cada estádio da competição e fardamentos das 32 seleções participantes foram recriados no jogo, ainda que no geral o resultado tenha ficado bem próximo ao game anterior.

A repetição

Para a Copa realizada na Coreia do Sul e no Japão em 2002, foi lançado o game específico, que trazia somente as 32 seleções (mais nove extras) e poucas novidades, sendo muito parecido com Fifa 2002. Para os brasileiros, este foi o primeiro game de Copas com narração em português, já que desde Fifa 99 a dupla Milton “Que Beleza” Leite e Orlando “Marty McFly” Viggiani eram responsáveis pelos comentários das jogadas nas versões para PC.

Infosfera 2002 Fifa World Cup game oficial ea sports

Com vistas para o mundial de 2006, na Alemanha, a EA Sports resolveu lançar uma versão de experimentação exclusiva para o então novíssimo Xbox 360, que trazia novamente as Eliminatórias às edições da Copa. Mas FIFA Road to World Cup 06 só permitia disputar o martírio preliminar com seleções europeias…

A um mês do início da competição finalmente chegou a versão oficial da Copa de 2006, que trazia as 32 seleções participantes e outras 95 das seis confederações continentais, sendo Europa e América do Sul as únicas completas. A versão brasileira para PC contou com a narração do locutor paulista Eder Luiz e comentários do ex-jogador Neto.

Infosfera 2006 Fifa World Cup game oficial ea sports

Na Copa da África do Sul, mais uma edição foi lançada, com direito à paradinha em cobrança das penalidades, 199 seleções que participaram das eliminatórias (faltaram 4) e o fator altitude, que altera a velocidade da bola e o cansaço dos atletas. Pela primeira vez, um game da série Fifa destacou os técnicos das 32 seleções classificadas. Também foi a primeira edição que não chegou ao PC.

Pra frente Brasil!

Talvez a edição mais marcante para nós, brasileiros e anfitriões, 2014 Fifa World Cup Brazil chegou com a honra de ser o último game da série Fifa desenvolvido especialmente para PlayStation 3 e Xbox 360, e lançado no fim de abril.

O game conta com os 12 estádios oficiais do evento, mais alguns famosos como o Azteca, Santiago Bernabeu e Amsterdam Arena, além de outros genéricos que simulam características de praças esportivas das seis confederações da Fifa durante as eliminatórias, que dessa vez contam com todas as 203 seleções participantes.

Ambas as versões são idênticas em funcionalidades e opções, e contam com narração de Tiago Leifert e Caio Ribeiro na edição brasileira. O console da Sony leva vantagem no acabamento, gráficos e polimento do título, que está muito mais bonito no PS3, ainda que a física de jogo com a bola rolando seja a mesma do Xbox 360.

No game a glória da Seleção Canarinho é certa e certeira, ainda que existam seleções melhores tecnicamente. Mas na Copa do Brasil do mundo real, que começa daqui a pouco, vale a máxima: “o futebol é uma caixinha de surpresas!”

E claro, não deixe de continuar lendo a série a História dos Games de Futebol aqui no Infosfera!