A Sony anunciou na última semana o novo modelo do PlayStation 3. De novidade mais visível, somente o fato de o videogame estar menor e mais leve que suas versões anteriores (25% menor e 20% mais leve que o “slim” e 50% na comparação com o “tijolão” original, lançado em 2006 – veja na imagem no final do post). Mas e qual o motivo de lançar uma versão nova do PS3 se os rumores já apontam um PS4 no final do ano que vem? Barrar os desbloqueios, talvez.

Para quem não sabe, os hackers (ou crackers nesse caso, você decide) praticamente já acabaram com os bloqueios para rodar “backups” no console. Há muito tempo já era possível jogar alguns games copiados para o HD do videogame, ou mesmo direto de um HD externo. E, nos últimos meses, um novo método de desbloqueio – chamado DEX 4.20 – entrou no modo de desenvolvedor do videogame, liberando praticamente tudo, inclusive jogos recentes.

Esse desbloqueio, no entanto, é arriscado e pode comprometer definitivamente o aparelho. Inicialmente envolvia instalação de sistema operacional Linux na máquina, e atualmente ainda é bem complicado, nada de ligar e sair jogando. Todavia, ninguém pode duvidar que os hackers conseguirão simplificar o método até que se torne acessível a qualquer pessoa.

As únicas novidades em termos de hardware anunciadas pela Sony são os novos tamanhos de HD (250GB e 500GB) – além de uma versão em branco, que remete ao PSOne. No entanto, talvez alguma chave possa estar programada para evitar o acesso às entranhas do console, segurando a pirataria por mais um tempo.

Duas formas de encarar o assunto: por um lado a pirataria facilita o acesso aos jogos e promove inclusão de mais pessoas no mundo dos videogames de última geração; por outro, são um incentivo às empresas para desenvolver novos aparelhos e abandonar os antigos, deixando os proprietários sem novos jogos e lançamentos.

Em tempo, o novo PS3 chega ao mercado norte-americano hoje. No Brasil, deve ser lançado na primeira semana de outubro, custando R$ 1.399, apenas na versão de 250GB.

E você, o que pensa sobre a questão da pirataria e o novo PS3? Opine nos comentários.

Comentários facilitados: para quem ainda não percebeu, o blog não está mais exigindo cadastro para comentar. Deixe sua opinião!

Twitter: receba as atualizações do blog. Sigam-nos os bons!
@crespani
@bloginfosfera