Seguindo na onda de sucesso na web, e fora dela, Twitter foi a palavra do ano na língua inglesa, eleita pela organização The Global Language Monitor. A entidade analisa as palavras mais populares na internet e na mídia tradicional.

O nome do microblog venceu o presidente dos Estados Unidos Barack Obama e temida H1N1, ambos segundo e terceiro lugar, respectivamente. Não é de se admirar que uma pandemia, ou o líder de uma das nações mais influentes do planeta, tenham sua relevância atestada nos meios de comunicação. Mas, uma ferramenta da internet ter mais destaque do que estes… confesso que me admirei um pouco.

Paul JJ Payack, presidente do The Global Language Monitor, declara:

– Em um ano dominado por eventos políticos que sacudiram o planeta, uma pandemia, efeitos colaterais de um tsunami e a morte de um ícone da música pop, o Twitter continuou mais relevante que todas as palavras.

É verdade. O Twitter “bateu” Michael Jackson. Como?

Na verdade, o Twitter foi o meio utilizado para divulgação de muitas dessas outras palavras e os acontecimentos relacionados a elas que geraram sua popularidade no idioma. Cada vez mais ele se converte em uma parte da internet. Assim, não é de admirar sua importância.