Relatório da Nielsen Online revela que 60% dos usuários novos do Twitter duram menos de um mês no site de microblogging. A pesquisa estudou a retenção de internautas no site que permite trocar mensagens de até 140 caracteres.

O que Nielsen não diz é POR QUE isso acontece. Eis algumas hipóteses, sugeridas aqui na redação.

#1. Todo mundo está no Twitter: um dos motivos para se estar no Twitter é também uma boa causa para sair do Twitter. Digamos que você não possa utilizar ferramentas online no trabalho, mas deixa o Twitter numa das abinhas do navegador, disfarçando do seu chefe. Essa estratégia de nada vale se o gestor ler seus tweets durante o expediente e lhe der uma dura depois.

#2. Irritar-se com os tweets alheios: no meio de um monte de coisa, vem um monte de lixo. Tem os “tuiteiros” exibidos, os chatos que postam coisas desinteressantes, os “retuitadores” de futilidades, e mais um monte de ruído que só te irritam. Foi um dos motivos apontados aqui na redação para largar o microblog.

#3. Autocensura em 140 caracteres faz mal: esse é um motivo que casa os itens anteriores. Digamos que você leia um “tweet” irritante de uma pessoa que você sabe que lhe segue. Responder ou não ? Ou então aquele desabafo sobre o colega do lado, seu seguidor fiel que jura que agrada? Dá uma angústia, não? O Twitter muitas vezes coloca o chato que você evita dentro do seu desktop.

#4. Entrei pela modinha e enjoei: se você passou a usar o Twitter só para seguir o Marcelo Tas, ou o Ashton Kutcher, pode ser que se enjoe. Ainda se corre o risco de simplesmente não ver graça na ferramenta depois de um tempo. É realmente necessário saber o que os outros estão fazendo e informar meus passos o tempo todo?

Agora, queremos saber os seus motivos, caso tenha largado, ou só pensado em abandonar, o atual xodó da web. Respostas nos comentários, por favor!

Postado por Guilherme Neves