Reprodução

O chinês Wu Yulu, 46 anos, resolveu o problema da falta de trabalhadores provocada pelo êxodo rural com sucata. A história começou quando Yulu tinha 11 anos, e começou a desenhar e construir seus robôs.

– Quando eu tinha essa idade um dia estava sentado na escada observando os moradores do meu vilarejo passando. De repente tive a idéia de construir uma máquina que andasse como o homem – declarou Yulu ao jornal Beijing Times.

O primeiro robô era meio capenga, capaz apenas de dar pequenos passos, erguendo pouco as pernas. Aos poucos, o design foi se aprimorando e os robôs desenvolveram novas habilidades, como escalar paredes, servir água, acender cigarros, tocar música e escrever (puxa!).

Atualmente, Yulu tem 26 robôs, todos considerados seus filhos. E como alguns pais, tem seu preferido, o Wu 25, que puxa o carrinho em que Wu Yulu anda pra cima e pra baixo no seu vilarejo, por até seis horas seguidas sem trocar a bateria.

Postado por Guilherme Neves