Uma velha teoria da conspiração, de profundidade, digamos, “espiritual”, pode ter se aposentado na última sexta-feira, junto com o milionário Bill Gates. É a tese de que ele seria o Anticristo, a figura biblicamente destinada a trazer o fim do mundo.

Uma rápida busca na internet pode revelar a macabra (suposta) série de coincidências, sobretudo envolvendo os caracteres do nome de Gates e de alguns de seus softwares, que somariam 666 – o famigerado número da besta (aqui, por exemplo). Outra busca na internet pode revelar (supostas) fragilidades que desacreditariam a teoria (por exemplo, aqui).

Tá, cada um acredita no que quiser. Oficialmente, Bill Gates se aposenta para se dedicar a sua instituição filantrópica. Será? Ou terá ele se afastado da empresa para se entregar em tempo integral a preparação do apocalipse.

Sei lá. E você, acha que Bill Gates era – ou ainda é – mesmo o Anticristo? Comente aí!

Postado por André Crespani