Escrever para um site de conteúdo colaborativo e receber dinheiro por isso não é novidade, ao menos desde o surgimento do Ohmy News. Só que em vez de apenas pagar, o que o site de conteúdo colaborativo Helium faz é a ponte entre editores e público.

Explico. Uma publicação ou site interessado em um artigo sobre determinado assunto posta, numa seção chamada marketplace, uma descrição do que deseja receber e o preço que está disposta a pagar – no mínimo US$ 16. Daí, o colaborador escreve e, se selecionado, fatura o seu. Tudo assim, de longe.

O site é em inglês e só recebe colaborações neste idioma. Vale a tentativa pra quem se garante no idioma, especialmente em temas universais como ecologia e tecnologia.

O projeto vai um pouco na contra-mão da colaboração, já que geralmente os sites não pautam seus colaboradores; o público manda seu material sem qualquer orientação preliminar.

Assim, do jeito do Helium, é provável que haja uma qualificação do conteúdo colaborado – já que dificilmente alguém se meteria a escrever sobre o que não entende. Além do mais, quem talvez jamais pensasse em abordar um assunto, mesmo tendo conhecimento suficiente sobre ele, pode se sentir estimulado a dar sua contribuição. A colaboração fica mais com cara de negócio.

Tá curioso pra saber sobre conteúdo colaborativo? Então lê as reportagens da série www aí ó: Colabore, internauta! e Jornalismo colaborativo: a vez do público.

Essas outras vão de brinde: Expansão e mudanças marcam os 10 anos dos blogs e Web 2.0: você já conhece e já usa.

Postado por Guilherme Neves