A Pollstar revelou o ranking com as 10 turnês mais rentáveis de 2023. O destaque vai para Taylor Swift, com a The Eras Tour.

A turnê da “loirinha”, como é chamada pelos fãs, arrecadou mais de US$ 1 bilhão (US$ 1.039.263.762), tornando-se a excursão de maior bilheteria de todos os tempos e a primeira a ultrapassar os 10 dígitos em um ano.

Este número é uma estimativa baseada em relatórios da Pollstar Boxoffice combinados com uma extensa pesquisa, incluindo preços de ingressos em cada mercado, capacidade recorde em cada local e dados de turnês comparáveis.

Confira abaixo o Top 10 com a renda de cada artista.

1. Taylor Swift – US$ 1.039.263.762

2. Beyoncé – US$ 579.813.546

3. Bruce Springsteen & The E Street Band – US$ 379.496.085

4. Coldplay – US$ 325.456.865

5. Harry Styles – US$ 290.547.352

6. Morgan Wallen – US$ 284.837.096

7. Ed Sheeran – US$ 268.017.633

8. PINK – US$ 231.681.720

9. The Weeknd – US$ 220.985.529

10. Drake – US$ 184.296.733

Recordes de Taylor Swift

A The Eras Tour estabeleceu todos os tipos de recordes em estádios, incluindo seis shows no SoFi Stadium de Los Angeles, o maior total de público em três dias de todos os tempos no MetLife de Nova Jersey (217.635) e no AT&T Stadium de Dallas (210.607). Sem contar os recordes de um dia no Nissan Stadium de Nashville (71.000), Acrisure Stadium de Pittsburgh (73.117) e Lumen Field (72.171) de Seattle.

WhatsApp Image 2023-12-11 at 14.44.02

A velocidade da quebra do recorde também não tem precedentes. Em comparação, a “Farewell Yellow Brick Road Tour”, de Elton John, estabeleceu o recorde anterior com uma arrecadação impressionante de US$ 939 milhões, mas fez isso em 328 shows – mais de cinco vezes acima dos shows de Swift. Sir Elton também levou cinco anos, de 8 de setembro de 2018 a 8 de julho de 2023, para estabelecer a marca, em grande parte devido a atrasos na pandemia e à lesão no quadril. Além disso, tocou principalmente em arenas, enquanto a cantora fez tudo em estádios com capacidade média de 72 mil lugares.

“The Eras” no Brasil

Recentemente, Taylor Swift finalizou a parte latino-americana da sua turnê. O Brasil recebeu seis apresentações, divididas entre Rio de Janeiro e São Paulo.

A primeira data em terras cariocas ficou marcada pela morte de uma fã, além de milhares outros passando mal devido ao calor intenso.

O ocorrido fez com que o governo federal intervisse e adotasse uma série de medidas emergenciais. A principal delas foi a obrigatoriedade de fornecimento de água gratuitamente ao público em shows de grande porte.

Confira também: PRESENÇA DE MADONNA EM COMERCIAL AUMENTA ESPECULAÇÃO SOBRE A VINDA DA CANTORA PARA O ROCK IN RIO.