Se alguém fala o nome “Armandinho”, automaticamente pensamos em good vibes, música boa, praia e muitooo surf. Ele sempre foi uma das principais referências do reggae brasileiro, e claro, trouxe esse reconhecimento aqui para o sul do Brasil – de onde saiu. No post de hoje, vamos te dar um panorama geral da carreira de uma das melhores pessoas que já existiu na música, nosso incrível poeta Armandinho. Cola com a gente <3

Uma breve biografia
Armando Antônio Silveira da Silveira, ou Armandinho, nasceu dia 22 de janeiro de 1970 – para os astrólogos de plantão, ele nasceu sob o sol de Aquário – na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul.armandinho 1

Seus pais são naturais de Santa Rosa e desde criança ouviu de tudo um pouco. O pai, com quem conviveu pouco, tocava MPB no violão e cantava. Sua mãe costumava comprar um disco de MPB e Rock por mês e foi sua grande incentivadora. Com a avó, aprendeu a gostar dos artistas populares dos programas da Rádio Farroupilha. O padrasto, um gauchão bem tradicional, ouvia música regional.

*Curiosidades¹
Armandinho era muito gago quando criança. A música servia como uma forma de terapia para sua fala. Quando tinha que ler um texto longo no colégio, logo começava a gaguejar, fazendo com que o resto da turma risse da situação – que se tornou traumática. No entanto, Armandinho descobriu que quando cantava não gaguejava. Então, passou a ler os textos cantando e virou atração na sala de aula.

O surf
O cantor sempre teve uma relação muito íntima com o mar. Com apenas 11 anos, frequentava os mares do litoral sul gaúcho, principalmente a praia de Tramandaí. Nasceu e cresceu em Porto Alegre, cidade onde a praia mais próxima fica a 100 km, e de fácil acesso.
Armandinho surf

Naquela época, a cidade tinha bastante surfistas por conta da explosão que foi o esporte. Assim, as pessoas de seu colégio também começaram a praticar o esporte. Nas férias de verão do colégio, sua família costumava viajar para Santa Catarina.

*Curiosidades²
Na adolescência, começou a andar com uma turma mais velha e acabava matando aula para ir à praia. Saía depois do almoço para “pegar onda” em Tramandaí e só voltava para casa no final da tarde.

Carreira
Em 1985, formou com colegas sua primeira banda, ainda em tempos de estudante. Aos 12 anos de idade Armandinho já compunha, e uma dessas composições mais famosas “Sexo Na Caranga”, foi composta nesse período. Anos mais tarde, ela estourou nas rádios locais.

Foi na MPB e nos “bares da vida” que Armandinho moldou seu caminho. Mas o divisor de águas na estrada do cantor aconteceu em 2001, quando entregou uma fita cassete com dez canções ao diretor da Rede Atlântida – o que, claro, deu muito certo. Ao ouvir, o diretor pediu para que a música “Folha de Bananeira”, fosse levada para a programação da rádio e alcançou o espaço entre as quatro mais pedidas da Rádio Atlântida e em qualquer lugar do Rio Grande do Sul onde foi tocada. Em seguida, outra música, “Rosa Norte”, também fez grande sucesso na programação da rádio.

Em 2002, lançou seu álbum de estreia, “Armandinho”. Balanço da Rede abre o trabalho, com forte ênfase na “pegada” reggae. Sucessos como “Ursinho de Dormir”, “Reggae das Tramanda”, “Sentimento” e “Outra Noite Que Se Vai” fazem parte do álbum.

Seu segundo disco, Casinha, foi lançado em 2004. O álbum trouxe pela primeira vez o grande sucesso “Desenho de Deus”, além de uma regravação da canção O Leãozinho, de Caetano Veloso com um tom de reggae. Em 2006, assinou com a Universal Music e lançou seu primeiro álbum ao vivo, “Armandinho ao Vivo”, trabalho que o fez conhecido no Brasil inteiro. Gravado na cidade de Camboriú, o DVD traz todos os hits de Armandinho até então.

Em 2007, lança o quarto álbum de sua carreira, “Semente”. Armandinho lançou em 2009 seu quarto álbum de estúdio, “Volume 5”. Nesse trabalho o cantor decidiu fugir um pouco do estilo pop-romântico – rótulo que ele temia cair por conta do hit “Desenho de Deus”. O álbum possui composições que ganhariam espaço definitivo em seus shows, tais como “Amor de Primavera” e “Desejos do Mar”. Sem ter deixado o reggae e o romantismo de lado, o músico revelou algumas de suas influências roqueiras em riffs e pormenores de guitarras gravadas todas por ele mesmo.

Armandinho também se aventurou fora do país. Após uma turnê bem sucedida nos Estados Unidos, Uruguai e Peru, Armandinho escolhe a Argentina para a gravação de seu segundo DVD, “Armandinho ao Vivo em Buenos Aires”. Em 2012, lançou o single “Sol Loiro” e no final de 2013, veio o single “A Ilha”, que obteve grande sucesso nas rádios assim como o single anterior.

Em outubro de 2019, lançou seu terceiro álbum ao vivo, “Armandinho Acústico”, gravado em agosto de 2017 no Teatro do Bourbon Country, em Porto Alegre.

*Curiosidades³
Não foi apenas na MPB e no reggae que Armandinho transitou. No ano de 1994 entrou na banda de rock “TNT”, através do amigo e músico Charles Master. Porém a banda se desfez no mesmo ano, não influenciando muito na carreira de Armandinho. Na pré-adolescência, teve a ‘fase Beatles’, a ‘fase Rolling Stones’ e uma idolatria por Elvis Presley que lhe rendeu o primeiro e doloroso contato com a morte quando o rei do rock morreu.

E aí, você já sabia sobre a carreira do nosso grande poeta gaúcho? <3