Ah, as cores! Algumas nos deixam mais felizes , outras nem tanto. Há quem goste de verde, vermelho, amarelo e há que prefira as cores com nomes diferenciados, verde-oliva, musgo, azul-turquesa, enfim…

cor

Quando falamos do rei Roberto Carlos, responsável pela festa de final de ano, da Globo, as cores azul e branco são prioridade. Marrom, o rei não curte, por exemplo. Porque falo tudo isso? Porque a cantora Ludmilla subiu ao palco do Theatro Municipal, para cantar ao lado de Roberto, com um belo vestido vermelho. E daí?

ludmilla

rei

Comentários não faltaram nos bastidores de que não era uma cor que agradaria ao rei. Como ela iria saber? Deveria saber? Não foi feito nenhum pedido, formal ou informal, pelo rei ou sua assessoria. A tradição manda que os convidados trajem azul e branco, tal qual o rei. Wanderleia parecia estar de marrom e ninguém disse nada.

ludmi

Não vou defender Ludmilla, apenas acho um exagero e, além do mais, o dono da festa pareceu nem se importar. E, “além do mais ainda”, pelas informações pós-gravação, a cantora mostrou grande talento e afinação ao cantar a música “Café da Manhã”, em apenas uma passagem, sem precisar repetir a gravação. Não aparentou nervosismo por estar ao lado de um ícone da música brasileira.

ludd

O maior sucesso da funkeira – a música “É Hoje” – também foi cantada, embora Roberto Carlos não soubesse a letra. O especial vai ao ar dia 23 de dezembro e conta com integrantes da banda Jota Quest na primeira parte do show. Outros artistas como Erasmo Carlos, Carlinhos Brown  e Thiaguinho também estiveram presentes.