Os últimos dias de vida de Heath Ledger, não foram dos melhores. Numa reportagem de capa da revista americana “Vanity Fair”, amigos do ator resolveram contar detalhes do que vinha acontecendo pouco antes de ele morrer.
Segundo o site G1, eles contam que Ledger lutava contra a insônia, a exaustão e uma pneumonia e vivia atormentado pelo relacionamento com sua ex-mulher, a atriz Michelle Williams. 
O ator passava a maioria das noites acordado e costumava mudar os móveis da casa de lugar para se distrair.  Contam os amigos que ele viveu seus últimos dias perturbado pela ex-mulher, Michelle Williams, que levou à Justiça a disputa pelos bens e pela guarda da filha do casal, Matilda.
Um empresário amigo de longa data, também fez declarações à revista. Ele conta que inicialmente o ator não queria aceitar o papel de Coringa em “Batman – O cavaleiro das trevas”, já que resistia à ideia de trabalhar em blockbusters. Porém, Ledger acabou aceitando o convite porque como as filmagens eram longas isso o daria uma desculpa para escapar de outras propostas.  Segundo o empresário,  Ledger pensava que sua atuação como o Coringa seria tão ruim que o diretor logo o demitiria do filme. Por isso, no contrato constava que ele receberia integralmente mesmo se fosse dispensado do longa.
De acordo com a revista , Ledger era muito reservado, não gostava de dividir sua vida pessoal com a imprensa. O ator morreu de overdose acidental de medicamentos em janeiro de 2008.

Postado por Kênia – Floripa