pam e filho

Sabe filho, há alguns dias deitei ao teu lado e me dei conta no quanto você está grande. Óbvio que já percebi isso, mas é que mães são meio loucas, sabe? Fingimos pra nós mesmas que o tempo não passa, que nossos filhos serão pra sempre nossos bebês. Te abracei forte e não pude conter as lágrimas que caíram pelo meu rosto.

Já se passou tanto tempo desde o dia que passamos a nutrir esse nosso amor e cumplicidade.

tumblr_mmphp36zf71rxui9eo1_500

Os dias não foram fáceis nessa caminhada. Cada etapa uma grande alegria, mas também, algumas dificuldades – e algumas dificuldades assustadoras.

Lembro do dia que tu caiu da cama porque eu quis ir no banheiro no meio da madrugada. O dia em que tu tropeçou no cadarço desamarrado do teu tênis e quebrou o dente. Tudo porque eu não fui até você para amarrar, pedi que você viesse até mim. Mas lembro do dia em que te levei à um parque de diversões e tu todo emocionado disse: “mamãe, eu tô muito feliz!“.

E não posso esquecer do dia em que eu estava triste e você enxugou minhas lágrimas e disse que tava tudo bem.

source
Ontem tu dependias de mim para tudo, hoje ainda depende em algumas coisas, mas é diferente! Seus primeiros momentos, suas primeiras descobertas, sorrisos, choros. Ah, filho, queria eternizar todos esses momentos! Tu tens um temperamento forte, não gosta de ser contrariado – principalmente quando não consegue o que quer. Mas eu tento, todos os dias, te mostrar que o mundo infelizmente não nos dá o que queremos, para isso, temos que correr atrás.

Seu mundo há alguns anos era eu e agora aos poucos você está descobrindo que ele vai muito além de mim. Você está crescendo, é inevitável. Mas te confesso filho, sinto falta de ser tudo para você, não estou pronta para te ver alcançar voos mais altos longe de mim e perceber que o  mundo é muito além da nossa casa, da nossa família, do meu olhar, da minha proteção. Eu ainda não estou pronta, mas sei que tu está e estou com medo de te ver crescer.

Mas da mesma forma em que sinto saudades desses momentos, me orgulho do menino que você já se tornou, iluminado, amoroso, tão pequeno e tão dono de si. Frágil, mas ao mesmo tempo corajoso. Sabe do que é capaz, adora me contrariar, mas sei que esses momentos existem para que você possa ser alguém nesse mundão, um lugar tão cheio de aventuras que está te esperando.

Daqui mais um tempo tu não vai mais querer fugir para a minha cama. Eu não vou ter mais alguém no meu pé enquanto faço almoço. A comida servida no prato vou passar a comer na temperatura que servi, os banhos vão ser tomados com tranquilidade e, ir no banheiro, passará a ser algo exclusivo meu.

Você não irá mais falar “mãe” tantas vezes por dia, as brigas irão ter outros motivos, você certamente irá me odiar por muitas vezes e dizer que sou uma péssima mãe. Nossas brincadeiras, tardes de sessões de filmes e desenhos, invenções de brincadeiras, vão ficar para trás, estar com seus amigos vai ser muito mais divertido. Ao mesmo tempo que vou te deixando ir, alçar voos mais altos, meu coração vai ficando pequeno e eu vou pedindo para que o tempo seja gentil e passe mais devagar.

Estou orgulhosa de você meu filho, sei que tu não é mais meu bebê, mas pra mim parece que foi um piscar de olhos.

E lá no meu Instagram @fofocademae, tem muito papo sobre filhos, empoderamento, autoestima… Me acompanha por lá!

Beijos pipow!

www.fofocademae.com.br

Instagram-ATL-Girls