bruna-marquezine desabafo instagram

Bruna Marquezine é maravilhosa e arrasa nas telinhas, nas entrevistas e tem cada vez mais se posicionado sobre assuntos importantes. Dessa vez ela arrasou lá pelos stories do Instagram. Na manhã dessa quarta-feira, 5 de setembro, ela fez um desabafo sobre as críticas que tem recebido nos seus últimos posts sobre – pasmem vocês (ou não) –  sua forma física. Os comentários falam sobre ela estar magra demais e precisar ganhar uns quilinhos. Bom, vamos começar por aí então? Bruninha é incrível, defende o direito das mulheres, trabalha desde os 7 anos. Bruna é ativista humanitária, apoia uma entidade de  integração de crianças refugiadas e solicitantes de refúgio. Tem tanto pra ser falado sobre a grandeza da Bruna. Por que não vemos comentários sobre as coisas realmente relevantes sobre ela? Ninguém comentou perguntando se Bruna Marquezine está feliz, se ela está saudável, se Bruna está se amando da forma que está. A maioria dos comentários é dando pitaco sobre algo que, ela mesma frisa, não ter se quer perguntado.

Vivemos uma época de autoaceitação, por que opinar sobre um corpo que não é nosso? Que tal exaltar aquilo que não é físico? Parece básico, né?!

Bruna comenta desde o início do seu desabafo que está saudável e feliz. Esse não é o mais importante? Então bola pra frente! Às vezes não temos dimensão da força das palavras, principalmente na era da internet. Bruna está feliz e saudável mas e se não estivesse? Um comentário não vai ajudar, vai por mim. Uma pesquisa realizada pela Secretaria de Estado da Saúde revelou que 77% das jovens em São Paulo apresentam propensão a desenvolver algum tipo de distúrbio alimentar, como anorexia, bulimia e compulsão por comer. 85% das entrevistadas acreditam que existe um padrão de beleza imposto pela sociedade, 46% afirmaram que mulheres magras são mais felizes e 55% adorariam simplesmente acordar magras.

Precisamos entende de uma vez por todas: o corpo do outro só diz respeito AO OUTRO! Temos liberdade de expressão? Temos, desde que feita de forma responsável. Carregamos uma responsabilidade ENORME quando emitimos qualquer opinião sobre o outro. Sua opinião pode adoecer alguém.

A autoaceitação é um processo difícil e constante. Todos nós, mulheres, vivemos numa eterna autoaceitação. Alguns dias são ótimos, outros mais difíceis. Estamos trabalhando nisso! Precisamos melhorar nossa relação com nosso corpo, nosso respeito com o corpo do outro e só assim de uma vez por todas fazer as pazes com a comida. Chega de dietas malucas em busca de corpos que os outros acham que fica bem em você. Faça dieta pela sua saúde e bem estar, porque você se ama e quer o melhor pra você. Seja gentil com você mesmo e com os outros à sua volta. Às vezes uma palavra errada no dia errado pode fazer aquela sua colega de trabalho vomitar depois do almoço.

Já parou pra pensar nisso? Mesmo que inocentemente, seja querendo elogiar aquela amiga que emagreceu: você não sabe as batalhas internas que ela travou muito menos qual a relação dela com essa perda de peso. Que tal a partir de hoje, sempre que quisermos elogiar alguém, exaltarmos algo que não tenha nada relacionado à sua aparência física?

Pra fechar a reflexão, vou deixa um trecho da Rupi Kaur:

“Quero pedir desculpa a todas as mulheres que descrevi como bonitas antes de dizer inteligentes ou corajosas. Fico triste por ter falado como se algo tão simples como aquilo que nasceu com você, fosse seu maior orgulho, quando seu espírito já despedaçou montanhas. De agora em diante vou dizer coisas como, ‘você é forte’ ou, ‘você é incrível!’, não porque eu não te ache bonita, mas porque você é muito mais do que isso.”

Um beijo com muito carinho e compaixão da nutri,

Paula Mar Pinto

 

Instagram-ATL-Girls