ext

Hoje eu vou falar sobre: falhar. Eu, como a grande maioria que está lendo esse texto, sempre tive medo de falhar na minha vida. Em todos os âmbitos dela. Eu tenho tanto medo de falhar que até hoje eu não fiz a minha prova da autoescola por medo de rodar (eu terminei a autoescola em fevereiro).

Eu tenho tanto medo de falhar que eu fiquei por 2 anos namorando uma pessoa que me desgastava, tratava mal e acabei aceitando coisas que nunca pensei aceitar, só por ter vergonha de admitir que o meu relacionamento tinha dado errado.

Eu tenho tanto medo de falhar que eu peço desculpas pra minha chefe mesmo quando eu não fiz nada de errado, mesmo antes dela me chamar atenção. A falha nos obriga a encarar a humildade na cara e o problema sobre a humildade é que ela bate de frente com o nosso ego e o nosso ego não nos permite essa coisa tão humana que é falhar. Depois de muitos anos fugindo do fracasso, finalmente entendi que não consigo fugir dele.

Eu tenho tanto, mas tanto mas tanto medo de falhar que eu acho que eu falho o tempo todo. Em tudo que eu faço. Sempre. Talvez por isso eu tenha tanto medo de falhar.

Eu tenho um problema de nunca achar que sou suficientemente boa em nada, pra nada e, talvez, por isso eu me cobre 150% a mais em tudo que eu faço, o que faz com que eu me desgaste MUITO também. Um desgaste que começa no físico e termina no emocional e termina com o meu emocional. Não sobra espaço pra nada. Só pra noites mal dormidas, pensando em como eu vou falhar miseravelmente nas tarefas do dia seguinte ou em como tudo vai dar errado. Aquela matéria que eu tenho pra terminar vai dar errado. Aquele meu relacionamento que mal começou? Vai dar errado! Cheguei em um ponto em que eu, genuinamente, não aguento mais fazer isso comigo mesma.

Proponho, então, que a gente pare. Pare. Respire. Proponho que a gente pare de não fazer as nossas provas por medo, que paremos de nos desculpar antes mesmo de fazer algo errado, de achar pequenos defeitos em todas as nossas relações só pra termos motivos “convincentes” pra justificar a nossa auto sabotagem. Que a gente pare de aceitar coisas medíocres, relacionamentos vazios e abusivos só por termos vergonha de aceitar nossos erros. Que paremos de achar que tudo vai dar errado porquê a verdade é que, eventualmente, sim.. As coisas vão dar errado. Mas tudo isso faz parte da nossa caminhada humana. Cada dia caminhando em direção a nossa evolução que passa por…. TCHANAM… Errar!

Esse texto é para dizer: você não está só. Eu sei como é. Eu me cobro muito, sempre, o tempo todo. Eu sofro demais com isso e, talvez, ao saber que você não tá sozinhx nessas angustias, isso te dê forças pra continuar.

Então é isso, eu falho. E vocês?  

Instagram ATL Girls