MMPBcapa06042018_CV2

Todo mundo sabe que a música brasileira é bem diversa, tem gênero musical para qualquer gosto. Jorge & MateusPéricles, Thiaguinho, Roberto CarlosValesca PopozudaVinícius de Moraes… Mesmo trabalhando com gêneros diferentes, eles têm mais em comum do que soam. Todos eles possuem letras de teor machista em seus currículos, que agora estão compiladas no MMPB (Música Machista Popular Brasileira).

“A gente resolveu dar destaque para outras músicas de outros tantos gêneros que também são machistas e mostrar pra pessoas como a mulher anda sendo retratada na sociedade há muito tempo e como isso é sintomático.” conta a ilustradora.

MMPB2

Lançada na terça-feira (03), a plataforma reúne canções brasileiras de sucesso que refletem o machismo presente em nossa sociedade. Basta clicar no botão “shuffle” – inspirado no nome em inglês da função que programa os dispositivos para tocar músicas em ordens aleatórias – para navegar por uma diversidade de mais de cem composições nacionais com letras negativas para as mulheres.

MMPB

Navegar pelo MMPB é um exercício de reflexão e autoanálise. Muitas músicas tidas como românticas, divertidas ou até mesmo empoderadoras, descrevem de forma (nem sempre) sutil violência doméstica, competição entre mulheres, relacionamentos abusivos, entre outras situações que devem ser combatidas. Como ressalta a descrição publicada na página inicial da plataforma:
“Escute com atenção: o descompasso machista às vezes está só nas entrelinhas.”
Resultado de imagem para woman music headphones

Instagram ATL Girls