desfile

Em tempos de São Paulo Fashion Week, em que padrões de beleza são desfilados nas passarelas, o curso de Design de Moda da Univates, em parceria com a Mercur, apresentou a 2ª edição do Desfile de Moda Inclusiva, com coleções desenvolvidas como trabalho de conclusão da graduação em Moda. O desfile aconteceu no Teatro da universidade, em Lajeado, no último dia 23.

No total, 31 modelos, com e sem deficiência, desfilaram as roupas desenvolvidas pelos graduandos. O evento fez parte das atividades da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência, e apresentou roupas que proporcionam o bem-estar, independência e funcionalidade para o dia a dia de todos.

Uma das alunas que participou da criação das peças Heloísa Sangalli Beneduzzi contou que o mais gratificante do trabalho foi fazer algo com propósito, para atender a necessidade de todas as pessoas, inclusive de mulheres com baixa estatura e nanismo.

“Essas mulheres precisam adaptar a maioria das roupas, o que modifica bastante a peça e faz com que a modelagem não fique tão certinha no corpo. Para mim foi um desafio encontrá-las, fazer com que se sentissem bem e participassem. Agora nos tornamos amigas”, conta.

Daiane Mongenstern, uma das modelos que desfilou com as roupas criadas por Heloísa, ressalta que a atitude serve para conscientizar mais pessoas sobre a diversidade que existe no mundo:

“Foi muito bacana porque percebi que tem alguém olhando não apenas para o perfil padrão imposto pela sociedade. Pessoas que não têm como foco desenvolver roupas visando lucro ou a beleza, mas sim pensando na necessidade. Eu adorei participar, porque por mais que encontre roupas para a minha estatura, sempre é preciso adaptar ou elas não se adequam ao meu estilo”.

A verdade é que no dia a dia não pensamos nas dificuldades que outras pessoas podem ter em situações, que para a maioria, são fáceis. De uma vez por todas, a indústria da moda (e todos os outros setores da sociedade) precisam produzir pensando na diversidade. Inclusão se define, sobretudo, em ver pessoas com e sem deficiência compartilhando o mesmo espaço e tendo suas necessidades atendidas, assim todos vivem bem. Que siga viva essa iniciativa tão linda, importante e necessária!

Instagram ATL Girls