mãe ju

Este ano, vou ter meu primeiro dia das mães!

Happy GIF - Find & Share on GIPHY width=

E vou compartilhar com vocês como foi esta descoberta. Eu tenho 33 anos e SEMPRE QUIS SER MÃE! Há 2 anos, comecei a me preparar para este dia. Estava 25 quilos acima do peso. Foram longos meses de reeducação alimentar, exercícios, força de vontade… E logo foram 14 quilos eliminados. Então na metade do ano passado resolvemos (sim! resolvemos, é uma decisão linda que o casal tem que tomar): estamos prontos para engravidar!

Baixei aplicativo que mostrava a fertilidade, o período certo da ovulação e fui acompanhando. Os meses foram passando, e a frustração de não conseguir engravidar aumentando ao longo do tempo – “você vive a vida toda falando pra amiga: tira da cabeça, dai você consegue” mas quando é com você, isso não funciona! Quando vi que já estava meio neurótica, e chorando toda vez que a menstruação descia, decidi dar um basta. Deletei o app e fui viver (parece fácil e simples, mas não foi!).

Até que um dia comecei a me sentir diferente… Meu corpo diferente, minhas costas largas, estava um pouco mais sensível… Comentei com a minha professora de pilates o que estava sentindo e ela logo largou: você está grávida! (confesso que na hora deu um medo de descobrir se estava mesmo). Fomos olhar as conversar de WhatsApp e descobri que já passava mais de um mês que não descia a bendita (eu havia cancelado a aula porque não me senti bem no dia que desceu). Choramos e nos abraçamos. Fiz o teste e deu negativo!

Reaction GIF - Find & Share on GIPHY width=

Pensa em mais uma frustração! Mandei mensagem pro meu médico e ele orientou a esperar uns cinco dias e refazer. Depois de cinco dias…. BINGO! Positivooooo!

Yay GIF - Find & Share on GIPHY width=

É que antes estava muito no comecinho e não apareceu no exame, nem no de sangue. Bom, naquele segundo o tempo parou: no banho chorei, ri, solucei, cantei e me senti iluminada. Parece que na hora, como num click, você se transforma, já tem até cara de mãe. Dai vocês podem imaginar como foi contar para meu companheiro, família… Vão te pedir para esperar até o terceiro mês para contar para o mundo. Mas, quem disse que a gente consegue? Dai começam os medos, inseguranças – eu tinha medo até de espirrar, porque achava que iria perder o bebê. Dai nessas horas, você tem que mudar o pensamento, e só pensar coisas lindas e positivas! As amigas ajudam muito! Eu não tenho mais minha mãe por perto, então uso e abuso delas!

Bom, o dia das mães está chegando. Os meus últimos não tinham mais sentido. Porém, neste, tudo mudou!

Vou ser mãe! Quanta responsabilidade! Quanta alegria! Carrego com muito amor um serzinho que já transformou nossos dias. Dizem que quando nasce um filho, nasce junto uma mãe! Isso é da nossa natureza, nossa essência, e se tem amor, tudo vai fluir!

WhatsApp Image 2017-05-11 at 11.22.18

Instagram ATL Girls