pam e mães ensaio

A maternidade é um momento único na vida de uma mãe e esse momento é cheio de muitas mudanças, tanto de rotina de vida, quanto percepção do mundo, mudanças físicas e principalmente emocionais.

Devemos estar sempre em constante evolução, certo? E muitas mulheres se redescobrem depois desse momento, que é um grande turbilhão emocional, divisor de águas para algumas mulheres que, assim como eu, se descobriram mulheres ao entrar em contato com o amor por um filho.

source

A visão que geralmente se tem de uma mãe é de uma mulher cansada, com olheiras, descabelada e sem amor próprio. Mas existe alguma norma, regra, lei, ou seja lá o que for, que diga que mulheres depois de se tornarem mães não podem continuar se amando? Somos mães? Sim. Mas mulheres também! A maternidade tem que nos tornar mulheres mais seguras e maduras, e não apenas “a mãe do Fulano”, somos mulheres antes de qualquer coisa!

Acredito que a maioria das mulheres ao se tornarem mães, acabam se esquecendo do seu lado mulher. Rotina corrida e cansativa, aquela que no final do dia, depois que o filho dorme, ao invés de você querer continuar assistindo aquela série, ler um livro, a única coisa que você consegue fazer é dormir.

BSF_1518

O corpo muda, as escolhas mudam, a visão do mundo muda, mas acima de tudo, as responsabilidades mudam. Não pensamos mais apenas no “eu”. Isso acabou, ou será que não?

Quatros mulheres resolveram se despir.

Se despir de qualquer medo, insegurança, vergonha, julgamentos ou o que quer que seja que possam ter de si mesmas, ou do seus corpos depois da maternidade.

Cada uma escolheu uma palavra para que pudesse mostrar quem é a pessoa que ela se tornou depois de se tonar mãe.

Podem parecer apenas palavras, mas para essas mulheres é aquela palavra que mostra sua evolução, mostrando que a maternidade não se resume apenas nos filhos, mas também na mulher por trás de cada mãe. Dá uma olhadinha no resultado desse ensaio lindo:

#1 Pâmela Ghilardi, mãe do Lucca

BSF_1724

Sou muito mais mulher hoje, depois de ser mãe, mesmo com tantas marcas que meu corpo possa ter por ter gerado uma vida! Me sinto muito mais feminina e não preciso ter vergonha de quem eu sou, pois a maior transformação foi de dentro pra fora, e é essa beleza que as pessoas devem enxergar, com o olhos da alma! Passei a ter mais compaixão pelo próximo, me tornei uma pessoa preocupada com o mundo que eu vou deixar para o meu filho. E por isso devemos espalhar mais sentimentos bons, amor, sonoridade e muitos sorrisos por onde passamos! Hoje me sinto humana e tudo isso é graças a maternidade!

BSF_1734

BSF_1651

BSF_1683

#2 Meiri Silva, mãe do Joaquiam

BSF_1472

É engraçado dizer que a maternidade me tornou mais paciente, mas é realmente isso que aconteceu. Despimos nossa alma dos complexos e marcas deixados em nosso corpo pela maternidade, pois nós mulheres, não somos tão frágeis quanto parecemos! Dentro de cada uma pode existir desejo e força suficiente para influenciar tudo a sua volta! Podem gerar vida, ou deixá-la escapar, tudo conforme aquilo que plantam em seu coração! A maternidade transforma o corpo, mas enche o coração de amor!

BSF_1414

BSF_1355

BSF_1476

#3 Deise Homem, mãe da Luísa e Laura

BSF_1583

Ser mãe da Laura e da Luísa trouxe para dentro da minha vida uma coragem que nunca imaginei que fosse possível. Hoje me sinto uma completa leoa, mas não só como alguém que está disposta a defender minhas crias, mas sim por querer conquistar o meu espaço, mostrando toda minha força como mulher. Elas me fizeram encarar meus medos e ter mais persistência pra lutar pelo que eu acredito e defendo.

BSF_1601

BSF_1531

BSF_1591

#4 Larissa Libardi, mãe da Isabela

BSF_1815

Eu não era totalmente mulher quando me tornei mãe, eu cresci junto com a minha filha. A maternidade me deu o maior presente da minha vida. O mais delicado e aparentemente frágil tesouro, mas que, ironicamente, é fonte de toda a minha força. Eu fui uma jovem que engravidou e teve que crescer de forma rápida, mas com certeza essa foi a virada mais incrível que poderia viver. Tive medo (na verdade ainda tenho) de não conseguir ser uma boa mãe para minha filha, mas todos os dias ela me mostra que estou no caminho certo.

BSF_1811

BSF_1851

BSF_1831

Todas nós somos merecedoras de momentos exclusivamente nossos, não é feio querer isso! Somos mulheres antes mesmo de ser mães!

Somos mulheres diferentes e da mesma forma, mães muito diferentes também, mas todas estamos unidas por um único propósito, mostrar o quanto a maternidade mudou nossas vidas e que não mudaríamos em nada, para que tudo fosse exatamente como é hoje!

BSF_1486

A maternidade é muito mais linda e fácil quando nos livramos dos julgamentos, dos pitacos e de todo o lado ruim. Estamos todos aqui para aprender e evoluir e para nós, a maternidade foi a nossa forma de construir um futuro melhor!

Um feliz dia das mães para todas as mulheres que se tornaram mais humanas, pacientes, corajosas, fortes e outras tantas qualidades!

O futuro do mundo está em nossas mãos!

FELIZ DIA DAS MÃES!

* Créditos das fotos: Bárbara Schmidt Fotografia para o especial Em Tua Pele

www.fofocademae.com.br

Instagram ATL Girls