jessica gorda

Eu vivo dizendo pra vocês que uma mulher empoderada, segura se si e com a consciência do seu real valor, inspira muitas outras a enxergarem de maneira gentil sua própria beleza, certo? Eu também vivo dizendo pra vocês que a luta pelo respeito, fim do preconceito e empatia básica das pessoas pelas minorias é algo que vem revolucionando a maneira de pensar das pessoas. O que queremos é ensinar pras próximas gerações de meninas e mulheres que elas são MARAVILHOSAS, LIVRES e DIGNAS DE RESPEITO. Trabalhamos, escrevemos e vivemos pra isso.

Quando me questionam sobre o motivo de eu tanto escrever sobre mulheres gordas, “fora do padrão” magro ou que simplesmente precisam elevar sua autoestima, já que nos criaram pra sermos as Barbies perfeitas, eu sempre respondo que é pq essas mulheres precisam ser representadas, valorizadas, amadas e principalmente: RESPEITADAS.

Não é de hoje que as pessoas usam características nossas para nos ofender, certo? Desde pequeninas na escola, aquele coleguinha já gritava “SUA GORDA” para que nos sentíssemos mal. A palavra “gorda” sempre veio carregada de muita vergonha, de muito constrangimento. Prova disso é que usamos de eufemismos e diminutivos para tratar a mulher gorda, na tentativa não ofendê-la por ser exatamente o que ela é: GORDA.

As pessoas precisam entender de uma vez por todas que ser GORDA não é ruim. Que ser gorda não significa ser doente. Que ser magra não significa ser saudável, que ser AZUL COM BOLINHAS VERMELHAS não significa que você é um E.T! (Bom, nesse ultimo caso, talvez signifique :o)

Gorda é só o contrário de magra, mas somente MAGRA é elogio. Por que? Quem decidiu por nós o que era bonito e o que não era? Quem decidiu que GORDA seria ofensa? Quem perderia milhões de reais se ao acordar de manhã, todas as mulheres do mundo se achassem lindas como são? Vocês, sabem. Numa sociedade que LUCRA com a nossa insegurança, se sentir bonita e bem com nosso corpo, é um ato revolucionário.

E é por essa revolução que eu venho contar pra vocês o que aconteceu com a jornalista Jéssica Balbino, a dona da resposta maravilhosa a tentativa de ofendê-la usando uma característica que ela já sabe que tem e se orgulha muito! Confere agora:

12670491_982677625158551_4259573988073364635_n

Não preciso dizer que estamos digitando com os pés pq com as mãos estamos APLAUDINDO esta linda, né?

Nos comentários da foto da Jéssica no Facebook, várias pessoas tiveram reações maravilhosas sobre o acontecido. Tem até um pessoal marcando um churrasco na calçada pra completar a pichação com a palavra “LINDA”, coisa que realmente e Jéssica também é. Jornalista, bem informada e bem humorada, a Jéssica representou todas nós e deu mais um passo rumo ao dia em que ser gorda seja tratado apenas como mais uma característica.

Jéssica, nosso MUITO OBRIGADA fica registrado aqui, mana! E deixamos a nossa contribuição sobre como deveria ter sido pichado o muro! haha <3

11694165_1153121548031182_8671754999308628902_n

#BeijoDaGlai

Instagram ATL Girls