garota

Antônia, a minha mãe me chamou, que significa de valor inestimável. Inestimável, claro, como toda mãe considera sua própria prole. Bonito né? Mas a verdade é que sou qualquer garota. Eu sou aquela que já beijou mais do que deveria, e nem a metade do que gostaria. Descobri isso no último casamento que fui convidada, cujo altar era ocupado por quatro (eu disse quatro) dos meus ex (nenhum era o noivo, obrigada. De nada!).  Então veja, eu sou mesmo qualquer garota.

GIF (753)

Viciada em séries, mais do que livros. Atormentada pelos risquinhos azuis do Whatsapp. Sou aquela que briga com a balança desde os 20, e que se descobriu gostosa mesmo perto dos 30 (na maioria dos dias/noites). A que sai com as amigas quando está com dor de cotovelo, e no dia seguinte esbraveja porque ninguém inventou o smarthphone com bafômetro. Que gasta mais do que devia, vive em crise com o cartão de crédito e em um caso de amor com o cheque especial. Aquela cujas prioridades são praia, música e diversão. A intolerante as borboletas na barriga. Mais complicada do que perfeitinha. Já disse – qualquer garota.

tumblr_ma1gfp7geJ1rctq6eo1_500

Criada e forjada nas britas do Parque Planeta, desde a época que fazia greve de fome pra convencer um sim do meu pai para o evento em todo santo verão. Tive a adolescência nanada pelo Mr. Pi e suas metáforas no Papo de Pijama – talvez ele tenha sido o primeiro filósofo a inspirar teorias próprias e escrever minhas histórias. Já tive uma queda monstra pelo Potter, que nunca virou romance (real, mas inventado sim). Hoje acho que investiria no Piangers, pois adoraria que ele fosse o pai dos filhos que nem tenho. Assim, desejos de qualquer garota.

GIF (97)

Justamente por amar inventar histórias, eu viajei. Morei em Londres, e também dentro de uma mochila, quando peguei um trem e tirei um tempo pra conhecer o mundo. Conheci o mundo bem menos do que conheci a mim mesma no caminho. Guardo com carinho as histórias da estrada como carimbos na alma, mais do que no passaporte. Uma viajante apaixonada, como tantas outras garotas.

tumblr_inline_n5az0mENId1sar67y

No caminho encontrei amores e desamores. Apaixonei-me mais do que devia. Somente então para aprender a me amar. Foram tantos suspiros que alguns às vezes não cabiam no peito (como toda garota) e provavelmente virão parar aqui.  Gostaria também de poder dizer que sou blogueira, que é tão up-to-date e charmosinho, mas não. A única certeza que eu gozo, é que eu sou uma contadora de histórias. E que não é a toa que minhas crônicas e eu viemos parar aqui no ATL Girls, como toda quinta-feira a partir desta.

excited-first-date-happy-blonde-girl-gif

Hoje eu sou Antônia, mas eu podia ser Joana, Amanda, Clarice, Maria, Juliana, Ana Carolina. Eu podia ser você. Uma garota qualquer. Mas definitivamente não qualquer garota.

Antônia Macchi /antonianodiva.com.br