vaginal

Parece peidinho, mas aquele barulhinho que rola na vagina durante a penetração chama-se flatos vaginais.

E como se já não bastasse ter os flatos normais (os clássicos gases) como todo mundo, muitas mulheres e homens ainda precisam saber lidar com os tais flatos vaginais.

Sim, a perseguida emite sons durante o ato sexual! E eles muitas vezes constrangem tanto nós quanto os caras, que muitas vezes não sabem do que se trata ou até pensam que os gases estão saindo de outro local. POISÉ!

GIF (760)

Mas, gente: é fato. Os flatos existem e muita gente que já vivenciou a situação precisa entender o que está acontecendo. Então, senta que a gente explica!

//Estes barulhos acontecem pelo acúmulo de ar na vagina. Dependendo da posição sexual do casal, há uma entrada maior de ar no local e quando rola penetração acontece um barulho parecido com o de ar comprimido.

GIF (782)

//Dependendo da velocidade e da pressão da penetração, o barulho produzido pode variar de intensidade. Quanto mais intenso, maior a força e mais alto o som. Aí, o negócio é relaxar e deixar o barulhinho fazer parte da brincadeira.

tumblr_mvo0s0ONPG1qke7z9o1_500

//Se os músculos da região da vagina são mais frouxos, em alguns casos por causa do parto normal, mais flatos. Uma cirurgia de correção chamada perineoplastia pode ser indicada. Depois da cirurgia é indispensável o repouso e 40 dias sem rala e rola, dizem os médicos.

GIF (390)

//Curte a posição papai e mamãe? Esta é uma das posições com menos chances de produzir o barulho. É que o pênis sai menos da vagina e com isso menos entrada de gases.

GIF (249)

//Algumas posições podem favorecer a entrada de ar no local. Quanto mais aberta, mais ar (coisa óbvia, né?). Alguns malabarismos do Kama Sutra podem ajudar a fazer menos barulho. Compre o livro e descubra, amiga!

GIF (398)

E cá entre nós: eles dizem que não estão nem aí para a situação. O que vale mesmo é a curtição, gente! E um barulhinho há mais no meio dos gemidos pode até ser até divertido!

Então, relaxa e tenhas os seus flatos vaginais sem medo de ser feliz.