facebook

De 2006 à 2007 passei uma temporada de exatamente 1 ano morando na Austrália e até hoje morro de saudades daqueles dias e os classifico como os melhores da vida, e isso não foi por “culpa” minha ou do lugar que eu escolhi: sempre que converso com alguém que já morou fora, independente de quanto tempo ficou e onde foi, sinto que tem o mesmo sentimento que eu.

Já falei em outros posts por aqui sobre morar fora, mas resolvi dedicar um especialmente para isso, quando sem querer ressuscitei um post que fiz no meu Facebook no começo do ano. Coloco ele na íntegra abaixo para vocês:

“Ontem fui buscar o meu namorado no aeroporto depois dele “guiar” uma viagem para a Inglaterra com uns 20 piás de 13 a 17 anos.

Fiquei lá, meio de longe, só observando todo o grupo se despedir. Era uma turma que não se conhecia antes da viagem. Tinha gente de Floripa, do interior do RS e daqui de Porto. Eles choravam copiosamente na despedida e se abraçavam como se fossem amigos desde sempre. Os pais estavam com brilhos nos olhos, perguntando pro meu namorado se eles falaram inglês, se se divertiram, se aproveitaram, e ele só afirmava e fazia os pais ainda mais felizes.

E eu, segurando pra não chorar, me identificando com eles e lembrando daquele ano que eu passei na Austrália, de todas pessoas que conheci, que fiquei amiga tipo desde sempre, as que mantive contato e as que nunca mais falei. E também o quanto eu amadureci e fui uma pessoa diferente (pra melhor) depois desse ano, assim como tenho certeza absoluta que aqueles adolescentes do aeroporto serão.

E daí eu pensei: fuck Bial e seu filtro solar. O melhor conselho que alguém pode dar na vida é MOREM FORA – nem que seja por um mês só – pelo menos uma vez na vida.

Sério. Pela expressão daqueles pais, vale cada centavo. <3″

Se com esse texto eu ainda não te convenci, se liga nos itens abaixo:

1. VOCÊ VAI VIVER UMA TEMPORADA COMO QUISER, SEM SE PREOCUPAR COM O FUTURO.
giphy (38)

Eu explico melhor, esse tempo que você estiver morando fora, independente se for 1 mês ou 1 ano, será um ano em que você não terá grandes responsabilidades à longo prazo, já que sua vida no lugar que estiver tem data para terminar. Claro, se você viajou para fazer um mestrado ou para juntar dinheiro para mandar para a família, a coisa é diferente, mas se a viagem é o seu ano sabático, aquele “break” da vida, isso se aplica. E é muito bom viver assim!

2. VOCÊ VAI MORAR ONDE ESCOLHER MORAR.

200 (3)
Normalmente acabamos começando nossa vida no lugar em que nossos pais moram. Depois no lugar onde fica a faculdade que é mais próxima. Com algumas exceções, não escolhemos totalmente o lugar que vamos morar. Eu por exemplo, sempre sonhei em morar pertinho da praia e aqui estou passando calor em Porto Alegre! Ao escolher onde ser o seu intercâmbio, você vai decidir um lugar com as características que mais te agradam e viverá por algum tempo no “lugar dos seus sonhos”.

3. VOCÊ VAI FAZER AMIGOS QUE SERÃO COMO UMA FAMÍLIA.

giphy (40)

É muito diferente conhecer alguém quando ambos estão morando fora. Você estando longe dos seus amigos de sempre e da sua família e naturalmente estará mais carente. Quando encontrar alguém que se identifica, vocês naturalmente se sentirão mais próximos do que se tivessem se conhecido na vida “normal”, já que ambos estarão “sozinhos”. Assim, você provavelmente vai formar um grupo de amigos que nunca tinha visto antes, mas que vai conviver muito, com data pra terminar. Tipo um Big Brother do bem, já que não tem prêmio e ninguém é obrigado a nada. <3

4. VOCÊ PODERÁ MORAR COM SEUS AMIGOS.

200 (7)

Se você for morar fora e deixar para alugar um apartamento lá, provavelmente você acabe dividindo com os amigos que fizer ou ficando amiga dos seus flatmates. Tem gente que já faz isso em sua cidade (quem se muda de cidade para estudar em uma faculdade, por exemplo), mas devido ao ítem 1 – menos responsabilidades – vai ser mais divertido e mais parecido com aqueles filmes americanos que a gente assistia na adolescência (inclusive a parte das festas nos aps!!)

5. VOCÊ VAI APRENDER A FALAR OUTRA LÍNGUA  (MELHOR E MAIS RÁPIDO).

giphy (41)

Morando fora você aprende a falar outra língua muito mais rápido e com mais fluência do que fazendo cursinhos. Claro que é importante fazer cursos e estudar a língua quando estiver viajando, mas só de viver no local, você já vai conseguir aprender muito!

6. VOCÊ VAI VIVER COMO UM LOCAL EM UM OUTRO PAÍS.

giphy (42)

A diferença entre viajar e morar fora está justamente no momento em que você constrói uma rotina no lugar: tem horário para sair de casa, sabe qual linha de ônibus pegar para chegar no trabalho, faz suas compras no supermercado, vai toda sexta na mesma balada, ouve o rádio local, assiste os programas de TV locais e por aí vai. Tendo esse tipo de rotina e convivendo com locais, você vai viver como um e além de conhecer uma cultura diferente da sua, você vai vivê-la. E provavelmente esse país que você escolher para morar vai ter lugar no seu coração quase como sua segunda nação. A vida é muito curta para viver somente um estilo de vida e conhecer somente uma cultura. :)

7. VOCÊ VAI FAZER COISAS QUE NÃO VIVERIA NA SUA CIDADE E APRENDER COM ISSO (QUE FACULDADE NENHUMA VAI TE ENSINAR).

tumblr_inline_mh2479zfYp1rqli3p

Esse item varia um pouco com a idade que você escolher viajar. Eu fui com 19 anos recém feitos, sempre morei com meus pais, tinha saído do colégio só há dois anos. Ou seja: não conhecia nem sabia nada da vida. Lá eu tive que aprender a lavar roupa, lavar minha própria louça, cozinhar, procurar emprego, pagar aluguel, descobrir qual linha de ônibus me levava para onde eu queria, fazer super mercado, controlar minhas emoções sem poder correr pra mãe ou pai, conviver com pessoas diferentes de mim (e que não são obrigadas a aturar minha bagunça), administrar meu próprio dinheiro. UFA! Com certeza esqueci alguma coisa. Além de ser um baita auto conhecimento, dá pra crescer vários anos em um só! Mesmo se você já não é tão novinho quanto eu era quando fui pra Austrália e já faz isso tudo que eu falei acima no seu dia a dia, algum novo aprendizado você vai ter.

8. DEPENDENDO DO DESTINO QUE ESCOLHER, VOCÊ VAI CONSEGUIR JUNTAR UM BOM DINHEIRO FAZENDO TRABALHOS SIMPLES.

giphy (44)

Na Austrália, eu trabalhei de garçonete e caixa de um café. Eu tinha amigas que trabalhavam em fábricas (colocando produtos dentro de caixas), amigas que eram babás, amigos que trabalhavam de motorista ou em obras. São trabalhos relativamente simples e que em geral (dependendo do lugar, é claro), você ganha muito mais do que se trabalhasse com as mesmas coisas aqui no Brasil.

9. O SEU BATE E VOLTA DE FINAL DE SEMANA VAI SER EM UM LUGAR INCRÍVEL.

200 (4)

Morando fora, independente da cidade que você escolher, provavelmente nas proximidades terão atrações – turísticas ou não – que você poderá conhecer sem gastar muito e que dificilmente teria a oportunidade de ir direto pro Brasil. Ou até viagens um pouco mais longas: quando morei na Austrália, fiz um mochilão por Bali e Tailândia, lugares que nunca tinha imaginado conhecer, mas por estarem tão pertinho de onde eu morava, foi fácil e barato de ir.

10. VOCÊ VAI LEMBRAR PRA SEMPRE COM CARINHO DESSE TEMPO.

200 (8)

No post que eu fiz no Face, uma pessoa comentou que fez intercâmbio há 34 anos e até hoje colhe os frutos da experiência. Muitas vezes você vai passar por situações que vão te lembrar seus dias morando fora e poderá tomar decisões com base nisso! Fora a parte da nostalgia boa, de dias incríveis, que você com certeza vai contar para os seus filhos, netos, bisnetos… como não querer viver uma experiência dessas? :)

viajante cidade